Irregular e a dez pontos do Galo, São Paulo já sonha com arrancada

Após 13 rodadas, o São Paulo ainda não conseguiu mais do que duas vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro e ocupa a sétima colocação, a dez pontos do líder Atlético-MG. Mas bastou a primeira goleada a favor, os 4 a 1 sobre o Flamengo nesse domingo, para o time se animar a fazer contas visando o primeiro lugar.

“Temos time para chegar ao topo da tabela. Infelizmente demos alguns vacilos nocampeonato, tomamos quatro gols contra o Atlético-GO que nunca tomamos daquela maneira, mas nossa equipe é muito boa e demonstrou isso contra o Flamengo”, afirmou Rhodolfo.

Mais uma vez, o time espera ter dado início a uma reação para compensar resultados frustrantes nesta edição liga nacional. A equipe, por exemplo, estreou perdendo por 4 a 2 para o Botafogo, foi derrotada por 1 a 0 pela Portuguesa, empatou com um desfalcado Palmeiras que teve um a menos em quase metade do jogo, acabou batida pelo Vasco no Morumbi e ainda levou 4 a 3 do Atlético-GO, então lanterna que chegou a terminar o primeiro tempo vencendo por 4 a 1.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Como pede Rogério Ceni, Rhodolfo fala sempre que a meta permanente do São Paulo é o primeiro lugar

O que mais complica a avaliação é que o Tricolor, ao contrário de outros times, nunca poupou nenhum atleta neste Brasileiro. Mas a promessa, mais uma vez, é que o time, enfim, vai emendar uma sequência de vitórias. “Contra o Atlético-GO, não esteve o São Paulo que conhecemos. Em 20 minutos, deu um apagão e tomamos quatro gols. Fizemos alguns jogos bons também, aquele não pode servir como parâmetro”, disse Rhodolfo.

 

A seu favor, Ney Franco, que acumula dois triunfos, duas derrotas e um empate à frente da equipe, celebra a primeira vitória como anfitrião no Morumbi, já que estreou como comandante na casa são-paulina perdendo do Vasco. “O São Paulo sabe muito bem disputar bem o Brasileiro, que há um princípio básico para ser campeão: ter um índice muito alto em casa. A importância primeiro é de pontuar e não deixar ponto dentro de casa.”

O técnico ressalta evolução mesmo na derrota para o Atlético-GO. “Há três jogos, o time começou a roubar muita bola e ter muito mais tranquilidade para trabalhá-la quando tem a posse. Se jogarmos desta forma, com esta força, temos todas as possibilidades de vencer em casa”, falou o chefe que venceu pela primeira vez no clube ao bater o Figueirense, hoje lanterna do torneio.

É no empenho tão elogiado por Ney Franco que os atletas apostam para já no domingo, contra o Sport, ao menos se aproximar das quatro primeiras colocações, faixa da tabela que garante vaga na Libertadores. “Quando o time se ajuda, com todos se doando ao máximo, vence o Flamengo por 4 a 1. Isso mostra que o time é forte”, insistiu Rhodolfo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*