Gilberto coloca renovação como meta e descarta comparação com Calleri

Gilberto assinou na última sexta-feira um contrato com o São Paulo até dezembro de 2017. Dois dias depois, estreou domingo no empatepor 1 a 1 com o Corinthians, entrando no segundo tempo.

Agora, mesmo com pouco tempo no clube e com um contrato inteiro a cumprir,  o atacante de 27 anos já fala em ficar mais tempo.

– Qual jogador não quer atuar no São Paulo? Para a minha carreira acho que seria o melhor lugar. Espero ir bem neste segundo semestre e no próximo também para poder renovar e ficar um bom tempo. Minha primeira meta é ficar uns três ou quatro anos – disse Gilberto, em entrevista por telefone ao GloboEsporte.com.

Contratado para ser mais uma opção ao ataque do técnico Edgardo Bauza, Gilberto descarta comparações com Calleri e não se impõe uma meta de gols. A diretoria não o vê como um substituto do argentino e busca outros reforços para o setor – um dos nomes é Milton Caraglio, pedido por Edgardo Bauza. A janela de transferências para jogadores do exterior que vêm ao Brasil fecha nesta terça-feira.

Alvo de clubes europeus, Calleri tem como destino provável o West Ham. Ele fez 16 gols no ano. Além dele, Ganso (Sevilla) e Alan Kardec (Chongqing Lifan, da China) também saíram.

– Sempre quis jogar do lado do Ganso. É um gênio. Acho que seria muito bom. Também queria jogar com Kardec. Poderia aprender com ele e também passar um pouco. O Calleri também. É um jogador que fez um excelente trabalho e saiu ovacionado pela torcida. Mas não podemos comparar jogadores. Vou fazer a minha história e ele fez a dele – afirmou.

Antes de acertar com o São Paulo, Gilberto estava livre. Ele havia rescindido com o Chicago Fire, dos Estados Unidos. Lá, disse não ter se adaptado o suficiente para falar bem inglês. Em meio ao interesse de outros clubes, optou pelo Morumbi.

Esse desejo não é novo. Gilberto teve a vontade de atuar no São Paulo despertada por Zé Teodoro, seu técnico no Santa Cruz em 2011. Naquele ano, os dois times se enfrentaram pela segunda fase da Copa do Brasil. Ex-lateral do próprio São Paulo, Teodoro fez elogios ao clube que ficaram na memória do atacante.

Agora, ele espera ajudar o novo São Paulo, em processo de reformulação após as saídas importantes do elenco. Para Gilberto, o time deu mostras de como será a postura para a temporada no Majestoso de domingo, parecida com a sua pessoal.

– Aguerrido, brigador e também de muita qualidade. Dominamos o segundo tempo inteiro e tivemos mais chances de vencer. Vou mostrar muita determinação e buscarei os gols. Foi para isso que fui contratado. Também vou somar com raça e determinação – disse.

Preparado para ser titular e à disposição de Bauza para atuar contra o Grêmio, domingo, na Arena gaúcha, Gilberto aproveitou a entrevista para agradecer o interesse do Santa Cruz e prometeu voltar um dia ao clube.

– Tive uma conversa com a diretoria e expliquei que não era a hora. Espero que tenham entendido. Sei que uma parte da torcida não vai entender, mas tive de optar pelo lado profissional. Tinha a escolha entre o São Paulo e clubes do exterior. Optei pelo São Paulo. Aqui vou crescer profissionalmente, ter mais visibilidade, assim como o Santa me deu no inicio da carreira. Um dia eu volto para ajudar. Tudo no seu tempo.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Gilberto coloca renovação como meta e descarta comparação com Calleri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.