Garçom triplo, Ewandro exalta parceria com Kardec no São Paulo

Ewandro e Alan Kardec pode não ser a dupla de ataque ideal para o São Paulo, mas que eles têm entrosamento isso tem ficado evidente a cada partida em que atuam juntos. Contra o Linense, no último domingo, o jovem garoto de 19 anos deu a terceira assistências para o camisa 14 e comemorou o sucesso da parceria.

– O Kardec é um cara muito bacana, que tem uma história no futebol. A gente conversa bastante nos treinos e jogos. Foram três assistências para ele, né? A parceria está dando certo e espero dar mais um monte de passes para ele – afirmou Ewandro.

Na vitória por 3 a 0 contra o Linense, o técnico Muricy Ramalho aproveitou para observar jogadores que possam ser utilizados como titulares. Ewandro acredita que aproveitou bem e espera ter mais oportunidades.

– Conseguimos o nosso objetivo, que era a vitória. É sempre bom jogar, ter a oportunidade de começar uma partida. Fiz o que o Muricy me pediu e fui feliz ao dar o passe para o Kardec. Temos de aproveitar as chances da melhor maneira possivel e graças a Deus estou conseguindo – analisou o camisa 29.

Foi a terceira assistências de Ewandro para Kardec, em quatro jogos. Na vitória de 2 a 1 sobre a Ponte Preta, em Campinas, o garoto cruzou para o centroavante marcar de pênalti. Na vitória de 3 a 0 sobre o Marília, no Morumbi, cruzou e deixou Kardec livre. Ele também marcou um gol neste confronto. Já contra o Linense repetiu a dose e cruzou para novamente o camisa 14 marcar de peito.

Fonte: Lance

Um comentário em “Garçom triplo, Ewandro exalta parceria com Kardec no São Paulo

  1. Não sei bem o que pensar do futebol desse menino. Tem hora que me parece um “matador”: frio com a bola nos pés; fominha para deixar sua marca; bom controle de bola; uma boa visão do jogo. Entretanto, em outros momentos parece o cara mais dispersivo do mundo (talvez por seguir exemplos dos medalhões): vai sem ambição para a jogada; tira o pé nas divididas e parece correr com o freio de mão puxado. Como é bem novo, tem chance de corrigir erros e, quem sabe, vir a ser o grande goleador que o time precisa – às vezes seu jeito de correr e se movimentar em campo me lembra o Careca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*