Fundamental na vitória, Ceni exalta a presença do torcedor do São Paulo

O São Paulo dominou a partida. Teve mais posse de bola, mais chances de gol e venceu o San Lorenzo por 1 a 0, no Morumbi, pela Taça Libertadores. Se o herói da partida foi Michel Bastos por ter feito, aos 44 minutos do segundo tempo, o gol da vitória, Rogério Ceni merece menção honrosa. Afinal, o goleiro tricolor fez duas defesas importantes. Uma em cada tempo.

No primeiro tempo, o M1to defendeu chute forte de Kalinski. Depois, aos 35 da etapa final, em momento crucial da partida, salvou em finalização colocada de Barrientos.

Ceni, porém, não quis valorizar muito os feitos dele. Preferiu exaltar a presença da torcida.

– A dedicação de todos foi pelo torcedor, que hoje compareceu. O torcedor é emotivo, é apaixonado. Vocês estão vendo agora o que não tinha cinco minutos atrás, o torcedor comemorando. Esperamos que no jogo com o Corinthians o Morumbi esteja cheio – disse.

O público no estádio do Tricolor esta noite foi de 26.236 torcedores. Mas não só isso deixou o capitão tricolor feliz. A postura do time em campo agradou a Ceni.

– Foi importante não baixar a cabeça. Eles tiveram a chance de decidir o jogo. O time não deixou de lutar. Esse é o primeiro passo para quem quer uma vaga num grupo que já tem o Corinthians praticamente garantido. Só sobra uma vaga – completou o ídolo são-paulino.

Com seis pontos em três jogos, o São Paulo é o segundo colocado do Grupo 2. O Corinthians é o líder, com nove, o San Lorenzo o terceiro, com três, e o Danubio o lanterna, com zero.

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Fundamental na vitória, Ceni exalta a presença do torcedor do São Paulo

  1. É impressionante como a imprensa precisa de heróis!
    O próprio Ceni reconheceu que, na realidade ele não praticou nenhuma defesa especial: a primeira bola foi chutada de mais de 30 metros e a segunda, praticamente, foi um atraso de bola do atacante argentino. E aí vem o Casão, da globo, e outros herói-dependentes, lembrando que a vitória passou pelas defesas do RC. Pergunto: ele está lá pra que? Se não pegasse aquelas bolas, provavelmente ele seria responsabilizado pela derrota, pelos próprios que o querem responsabilizar pela vitória. A vitória foi de um time que, apesar de não ter feito uma grande partida, lutou muito, buscou até o fim, e foi premiado por isto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*