“Feriado? Que feriado? Futebol é trabalho”

Nesta quinta-feira (1º de maio) é comemorado o Dia Internacional do Trabalhador, conhecido popularmente como Dia do Trabalho no Brasil. E a data é uma das marcas do técnico Muricy Ramalho, que sempre cobra empenho, dedicação de seus jogadores e promete não aliviar neste feriado. Ao contrário. Para manter este bom início de Campeonato Brasileiro do Tricolor, o treinador exigirá bastante de seus comandados no ‘MURICYDAY’.

“Feriado? Que feriado? Futebol é trabalho. Futebol não tem feriado, não tem sábado e não tem domingo. No futebol, só tem trabalho. Infelizmente não tem como ser diferente no futebol, porque feriado sempre passa despercebido para gente”, afirmou o treinador são-paulino, que comandará normalmente as atividades nesta manhã.

Os treinos seguem a programação da comissão técnica, que quer ver o time embalar nas primeiras rodadas da competição nacional. Na rodada de abertura, no Morumbi, o xerifão abriu o placar para a bela vitória sobre o Botafogo por 3 a 0.

Já no último final de semana, em Uberlândia, o jogador evitou que a equipe são-paulina fosse derrotada pelo atual campeão, o Cruzeiro, que vencia por 1 a 0 até os minutos finais do confronto. Nos acréscimos diante dos mineiros, no Estádio Parque do Sabiá, Antonio subiu mais alto que a defesa adversária e estufou as redes para garantir o importante empate fora de casa.

“Quem está acostumado com futebol sabe que é assim. Nós perdemos feriados, festas, aniversários, porque estamos sempre trabalhando”, acrescentou Muricy, que aprovou a arrancada tricolor em busca de mais um título do Brasileirão. Com quatro pontos e ocupando a vice-liderança da competição nacional, atrás apenas do Fluminense (6), o São Paulo mostra que reúne condições de lutar pela ponta da tabela.

“Acho que a receita é mais um menos essa: vencer em casa e empatar fora. O desenho deste tipo de competição é este. Acredito que, assim, temos condições de chegar mais longe”, finalizou Muricy, que sem perder tempo já foi orientar o elenco são-paulino no gramado do Centro de Treinamento da Barra Funda.

 

Um comentário em ““Feriado? Que feriado? Futebol é trabalho”

  1. Virando o time ao avesso.
    Beleza,
    Se ao menos tivesse treinando saida rapido da defesa pro ataque,
    com o que temos jogado, mas
    ta tirando gente boa e colocando gente que conhecemos de sobra,
    tipo pabon, osvaldo e o karanguejão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*