Falso lento, Maicon corre para se firmar no São Paulo

Com a demissão de Emerson Leão, Maicon foi um dos jogadores que ganharam espaço com o interino Milton Cruz. Titular pelo segundo jogo seguido, ao lado de Jadson, será o responsável pela armação das jogadas contra o Coritiba, às 16h, no Morumbi. Oportunidade para convencer a Ney Franco que ele pode seguir entre os 11 na equipe.

Maicon chamou a atenção do São Paulo ano passado, após boas apresentações pelo Figueirense. Em Santa Catarina, destacou-se pelos bons passes. Desde a época, recebia críticas pelo seu futebol mais lento, de cadenciar o jogo. Mesmo com o estilo, também já sofria com a facilidade de perder líquido, e consequentemente peso. Leão, em uma coletiva, contou que o camisa 18 tinha perdido quase 6kg em um compromisso. Diante do Cruzeiro, quase 5kg.

 

– Não sou um jogador de muita velocidade, mas também não sou lento. Temos de fazer a bola correr. Minhas características são de toque e enfiada de bola, e sei que não sou de velocidade. Tanto que procuro receber e tocar a bola sem ficar muito com ela no pés – afirmou o meia, em conversa com a reportagem do LANCENET!.

– Sempre foi assim. Falavam que sou lento, mas me movimento e dou opção. Jogador de meio tem de pensar rápido e no último jogo perdi quase cinco quilos. Isso porque sempre participo das jogadas do time – completou Maicon.

O meia recebe atenção especial da comissão técnica. Depois das partidas e no dia da reapresentação, ganha suplementação alimentar e também reposição hídrica. Tudo é analisado para que não fique abaixo do peso ideal (92kg). O fisiologista Hamilton Tavares está sempre de olho. E parte dele depois passar para os preparadores físicos Zé Mário e Sérgio Rocha o que o jogador ainda tem ou não de deficiência.

A última vez que Maicon foi titular no Morumbi foi contra o Bahia. Na oportunidade, perdeu gol incrível, embaixo do gol. Logo no intervalo, Leão o sacou. O jogador ainda lembra do lance, que poderia tê-lo consagrado com a torcida, que depois pegou no seu pé:

– Tudo é questão de confiança. O gol estava aberto e eu ciente de que faria, mas a bola subiu. Com naturalidade vai sair. Não fui feliz, mas com certeza vou fazer e ajudar o time.

Único com 100% de aproveitamento no Brasileirão, o Tricolor busca a quarta vitória seguida no Morumbi. De quebra, sonha em entrar no G4 para não sair mais. Com a ajuda de Maicon, que promete novamente correr ao máximo e mostrar que seu estilo lento pode ser decisivo, esperança de fazer seu primeiro gol na competição e depois já iniciar a recuperação.
Maicon (meia do São Paulo, ao LANCENET!)

Qual a diferença de começar jogando, ao invés de vir do banco?
É sempre um pouco mais complicado entrar no decorrer do jogo, ainda mais em alguns momentos em que o time está perdendo e não dá para ajudar, com todos a mil por hora. Daí, acaba sendo prejudicado e julgado. Estou recebendo a chance de começar e isso vai me ajudar.

Encara como última chance?
Temos sempre de acreditar e respeitar quem joga. O Leão me deu chances, não tanto de começar, mas desde o início é diferente. Sempre acreditei, mantive a paciência, e sabia que daria para crescer.

Pensou em desistir?
Sempre acreditei e vou acreditar, jogando ou não. Treino forte, para quando aparece a chance agarrar. Espero que seja assim no São Paulo. É difícil chegar em um clube desse nível. Não dá para desistir e tenho de acreditar, porque tenho que evoluir.

Você gosta de marcar?
Tem de marcar, né. Se todos ajudarem, vamos conseguir as vitórias. Com todos ajudando para vir as vitórias, vamos crescer. Independente de quem é, tem de nos ajudar e marcar.

Pelo estilo de jogo, você se considera um organizador do time?
Eu, Jadson, Cícero, Casemiro… Temos toque de bola, foi assim no Figueirense e era titular absoluto. Falavam que segurava a bola, mas vinha de mim e do treinador, que pedia para eu segurar e organizar quando preciso. Não tem porque mudar, porque são minhas características e vou crescer com elas.

Existe pressão para que os novatos voltem a conquistar um título?
O campeonato é longo e estamos crescendo. Dentro de casa temos de vencer e fora buscar pontos. Vim porque o São Paulo é vencedor. Falamos sobre isso, que precisamos vencer e buscar a conquista.

Hamilton Tavares (fisiologista do São Paulo, ao LANCENET!)

Maicon é um jogador que perde muito líquido, porque tem o metabolismo acelerado. Por outro lado, também tem boa recuperação, o que ajuda quando fazemos a suplementação após o jogo e durante a semana.

Fazemos a suplementação e a reposição hídrica logo após os jogos. Se o jogador perde mais de 2 ou 3% do seu peso, intensificamos esse cuidado. Respeitamos uma tabela e a particularidade do atleta.

Nós sempre pesamos o jogador antes de depois das partidas, para ver como será o cuidado. Na reapresentação e no dia a dia, também. Depois, passo para a preparação física e fazem o trabalho específico.
Carreira

São Paulo
Chegou ao clube no início deste ano, após ser destaque no Figueirense, para compor o elenco e ser mais uma opção no meio. Foi indicado pelo auxiliar Milton Cruz e tem contrato de quatro anos. Com 26 anos, atuou em 29 partidas nesta temporada, sendo a maioria como reserva. Fez apenas um gol e ganhou a posição entra os titulares depois da saída de Emerson Leão.

Figueirense
Com a boa campanha no Brasileirão do ano passado e titular da equipe, ganha destaque e chama a atenção dos grandes clubes brasileiros. O São Paulo tem concorrentes, mas age rápido e fecha negócio. Em Santa Catarina, Maicon atua como segundo homem de meio de campo ou terceiro, com mais liberdade para armar. Tem acordo para ser liberado em caso de proposta.

Rio de Janeiro e exterior
Maicon sobe para o profissional do Madureira em 2003, onde ainda voltaria em 2006 e 2007, depois de passagens sem grande destaque por Fluminense (2004-2005) Bangu (2005) e Botafogo (2006). Após não se firmar no Rio de Janeiro, vai para a Alemanha, onde fica por dois anos no MSV Duisburg, da Segunda Divisão. Volta em 2009 e fica dois anos no Figueirense.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*