Fabuloso detalha preparação especial e vibra com fama de carrasco de rival

A temporada de 2014 pode não representar o ápice da carreira do Luis Fabiano, mas é, definitivamente, a melhor desde que o atacante retornou ao São Paulo, em 2011. Com 13 gols em 21 jogos, o Fabuloso é o artilheiro do time no ano. Qual foi a principal melhoria na vida do jogador para chegar a esses bons resultados? O condicionamento físico.

– Ano passado eu tive problemas, não tinha sequência, o time precisava jogar e eu não tinha tempo de me recuperar. Eu fui na base da vontade, do esforço e de Deus – diz ele.

Para garantir a boa assiduidade nos jogos do Tricolor neste ano, Luis Fabiano revela um trabalho especial no Reffis antes de cada treino. E um esforço a mais na pré-temporada.

– Esse ano eu fiz uma pré-temporada muito boa. Planejei um trabalho físico antes de cada treino. Não tem grande segredo. Eu faço fortalecimento. (Músculo) adutor, abdutor, posterior e anterior. E às vezes faço panturrilha também. Tudo trabalho de força e resistência – conta o atacante.

A maior prova do sucesso das “horas extras” na academia são os gols importantes no ano. O atacante marcou nos dois jogos contra o Corinthians. E o rival se tornou o alvo preferido do Fabuloso nesta segunda passagem pelo clube do Morumbi. Já são quatro gols anotados no Corinthians desde 2011. O atacante garante que não tem nada contra o rival alvinegro, mas gosta da marca alcançada.

– Clássico é muito gostoso de jogar, ainda mais com a rivalidade. Todo mundo entra super motivado por querer vencer. Uma vitória num clássico traz muitas coisas boas, a confiança aumenta. E graças a Deus eu tive sorte contra o nosso rival – diz o jogador.

Luís Fabiano São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)Luis Fabiano, feliz com seu atual momento no São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)

Mas nem todos os números do Luis Fabiano no ano são positivos. O atacante também é o jogador que mais vezes ficou impedido no Campeonato Brasileiro: 13 vezes, sendo quatro delas só contra o Corinthians. Nem mesmo o artilheiro sabe explicar esses números.

– Eu não sei por que isso acontece. Talvez seja a ânsia de fazer o gol que faça eu sair correndo antes. Às vezes o tempo com o do meia não dá certo, ele toca depois ou saio antes. Mas às vezes dá certo, né? Como no gol contra o Corinthians, que o Ganso fez certinho e eu fiz certinho a corrida pela frente do zagueiro. Mas eu vou melhorar, sem dúvida nenhuma. Vai passando os jogos e eu vou melhorar.

A concorrência para anotar gols pelo São Paulo só aumenta. O elenco tricolor, que já tinha seis atacantes (Luis Fabiano, Alexandre Pato, Osvaldo, Ademilson, Pabón e Ewandro), agora conta também com o recém-chegado Alan Kardec. O Fabuloso garante que a chegada do ex-palmeirense é boa para o time, pois um elenco que quer ser campeão precisa ser grande e qualificado. Sobre a briga por posição com o jogador, Luis foge da dividida.

– Eu tenho mesmo pensamento que tinha antes da chegada dele. Eu continuo fazendo o meu trabalho, independente de quem estiver brigando por posição. Eu confio no meu potencial, no meu trabalho – diz.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*