Escalação de Luis Fabiano provoca mudança tática; colegas se dividem

Luis Fabiano não é mais unanimidade no São Paulo. Em má fase técnica e física, o centroavante, quinto maior artilheiro da história tricolor (177 gols em 262 jogos), está na berlinda. Apesar de ainda ter a confiança do técnico Muricy Ramalho, o Fabuloso, que vem sendo poupado em alguns jogos, tem boas chances de virar reserva. Ele perderia a condição de titular para Ademilson, que atravessa a sua melhor fase desde que subiu para os profissionais, no começo de 2012. Apesar da concorrência, o jovem faz questão de tentar encher a bola do companheiro, mesmo dizendo que está pronto para ficar com a vaga.

– O Luis está até correndo mais do que ele vinha correndo. Mas infelizmente ele não está fazendo gol, e ele é um cara acostumado a fazer gols e todo mundo espera isso dele. E eu estou aqui para ajudar o São Paulo, independentemente se o Luis estiver ou não. Se ele não puder jogar e o Muricy optar por mim, eu vou ficar muito feliz – afirmou Ademilson

Info_Campinho_SAO-PAULO_LuisFabiano-2 (Foto: Infoesporte)

Com o garoto de 19 anos em campo, a equipe ganha velocidade, uma arma considerada importante por Muricy para diversificar o seu estilo de jogo calcado em um bom aproveitamento de bolas paradas e defesa firme. Ademilson cai bem pelas pontas e, assim, permite que Aloísio jogue mais centralizado, posição que ele só pode ocupar quando o Fabuloso não está escalado.

Após a fraca atuação no empate em 0 a 0 com o Nacional de Medellín, na quarta-feira, o próprio Luis Fabiano admitiu que está mal fisicamente, mas culpou o período de inatividade que teve de enfrentar. Ele chegou a ficar sete partidas fora por conta de uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda. Mas, depois de retornar, ele já disputou duas partidas e foi poupado em uma – a vitória por 2 a 1 sobre a Portuguesa, no último sábado, pelo Brasileirão.

Aloisio Luis Fabiano (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)Aloísio, hoje em dia, está à frente de Luis Fabiano… (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Indagado sobra qual a melhor dupla de ataque no momento, Muricy desconversou ao falar sobre a fraca atuação de Luis Fabiano contra o Nacional de Medellín e preferiu não responder se o time rende mais ou menos com o Fabuloso em campo.

Quem acabou se dando melhor com o momento ruim de Luis Fabiano, por conta da parte tática, foi Aloísio, que aproveitou para se consolidar no time, ao fazer sete gols nos últimos seis jogos.  Buscando demonstrar humildade, ele assegurou que vai ajudar o camisa 9 a recuperar o bom futebol.

– Eu vou ajudar o Luis como sempre ajudei desde que estou no São Paulo. Como ele fez comigo, quando eu cheguei e continua fazendo. Se tiver de fazer trabalho à parte para ajudar ele, eu vou fazer. Sou fã dele e não escondo de ninguém – disse Aloísio.

A despeito do apoio, o Boi Bandido deixou claro que a preferência dele é atuar como centroavante, ou seja, ao lado de Ademilson.

– Óbvio que eu sempre joguei como centroavante, e tenho mais facilidade. Mas, se a gente treinar, e óbvio que a gente tem pouco tempo, posso jogar tanto como centroavante, como primeiro atacante. Mas o Muricy é bem inteligente e vai saber acertar o time e colocar quem tem de colocar – comentou ele.

Perguntado se ele vive a sua pior temporada na carreira, Luis Fabiano lembrou, que mesmo com a boa fase de Aloísio, os dois dividem a artilharia do São Paulo neste ano, com 21 gols.

– Fazer 21 gols não é uma temporada ruim. É verdade que não é a minha melhor temporada. Mas o Aloísio está vivendo um momento muito bom e tem os mesmos 21 gols que eu tenho. Não é uma temporada que pode se jogar fora.

 

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “Escalação de Luis Fabiano provoca mudança tática; colegas se dividem

  1. Nao aguento mais ver falar nesse pipokkkkero,
    ???? onde ele ajudou, onde ele somou ???
    e apenas um mau karater, que nao se coloka no seu lugar.
    To ko saco cheio, ate o Weliton joga melhor e pro time.

  2. Pra mim, ultimamente, a única mudança tática que ocorre no time quando joga o LF é que time precisa se adaptar a jogar com um a menos. Só isso. Simples.

  3. PP:
    Não entendi a “moderação” mas respeito.
    Talvez tb tenha chegado minha hora de dar um “passinho atrás” e parar de palpitar.
    abraços . . .

    • Paulo, não moderei nada, não encontrei nada errado aqui e não sei do que você está falando. A única moderação que faço é quando existe ofensa entre leitores, o que não ocorreu em nenhum momento. Portanto, deve ter “linha cruzada” nesses comentários.

      • PP, boa tarde.
        Beleza então. Deve ter havido algum problema após envio de meu comentário que ficou aguardando a tal moderação.
        Como nunca tinha ocorrido anteriormente, julguei que estivesse saindo de meus limites de leitor/palpiteiro.
        Gosto muito de participar dos debates neste espaço.
        Obrigado pela atenção,
        Um abraço . . .

  4. O bicho é “pioiento” – pra quem conhece a estória . . .
    Tenta passar humildade mas se atrapalha no final: não dá o braço a torcer.
    Na realidade, a vontade dele seria gritar que ele é o cara; que ele foi titular na
    copa de 2010; que é o “fabuloso espanhol”. “Quem é esse Aloísio?”
    Menos LF. Sente-se no banco de reservas e tente, pelo menos, não torcer contra os companheiros (que é o que a maioria que perde o lugar faz). Dentro da área ainda dá pra você jogar. Só precisa ter humildade de treinar muito e vontade hercúlea pra voltar a ser decisivo. Ah, e paciencia para esperar a melhor fase chegar.
    Você não precisa continuar com seu “jeitão bad boy” que desconforta todo mundo. Às vezes é preciso dar um passo atrás para começar nova caminhada.
    Me parece que você está numa encruzilhada: talvez seja hora desse passinho atrás para melhorar a visão do caminho… E no caminho certo, acho que você vai
    voltar a balançar as redes pra alegria de sãopaulino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*