Em dez rodadas, São Paulo já ultrapassa derrotas do 1º turno

Campeão do troféu Osmar Santos, prêmio oferecido pelo LANCE!ao vencedor do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o São Paulo precisou de apenas dez rodadas do returno para apagar a boa campanha no início da competição. Isto porque, na primeira metade da competição, o Tricolor sofreu apenas duas derrotas (Palmeiras, no Allianz Parque, e Grêmio, na arena do clube gaúcho). Já na segunda parte do principal torneio do país, o time do técnico Diego Aguirre chegou ao seu terceiro tropeço após perder para o Internacional, no Beira-Rio.

A queda de desempenho no São Paulo é preocupante. A equipe, que já liderou o Brasileirão de forma isolada, perdeu força no segundo turno e, atualmente, ocupa a 4ª colocação na tabela, com sete pontos atrás do líder Palmeiras. Restando apenas mais nove jogos para o fim do campeonato, as chances do Tricolor alcançar seu objetivo e conquistar o título nacional ficam mais escassas conforme a passagem do tempo.

Para se ter ideia do quão gritante é a diferença entre a campanha do primeiro e do segundo turno, basta analisar os dados. Ao fim das 19 rodadas iniciais, o São Paulo registrou 71,93% de aproveitamento dos pontos disputados. Nesta segunda etapa da competição, após dez jogos, o time do Morumbi soma apenas 11 pontos, o que lhe garante aproveitamento de 36,7% – números baixos que colocariam o Tricolor na briga contra o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro.

De acordo com o técnico Diego Aguirre, seus jogadores estão com a confiança abalada após a sucessão de maus resultados. Vale lembrar que o Tricolor não vence há cinco jogos e seu jejum na temporada dura mais de um mês. O aspecto psicológico é um dos motivos que justificam a queda de rendimento do São Paulo. O outro está nos constantes desfalques.

Nas últimas rodadas, o Tricolor tem lidado com uma série de baixas. O lateral Régis teve seu contrato rescindido por problemas pessoais, o meia-atacante Everton não vem sendo utilizado por problemas musculares, o zagueiro Arboleda tem servido à seleção equatoriana nos amistosos, o mesmo que acontece com alguns nomes da base, como Igor Gomes, Luan e Brenner, constantemente chamados para defender a Seleção Brasileira.

Somados, todos estes fatores explicam a queda de rendimento do São Paulo e as três derrotas no segundo turno do Campeonato Brasileiro. O sonho Tricolor de conquistar seu sétimo título nacional fica cada vez mais difícil, mas ainda há tempo de recuperar o bom futebol para correr atrás dos pontos perdidos.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*