É raça que a torcida do São Paulo quer? Hudson garante ter de sobra

Se é raça que a torcida do São Paulo quer, é raça que Hudson dará. Soa quase como promessa de campanha, mas o volante do São Paulo espera provar a partir de deste domingo, às 16h, diante da Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, que não é mais um discurso vazio, tão comum nos políticos brasileiros.

– Não é só falar aqui, tenho que demonstrar isso nos jogos. Se a raça é uma coisa que a torcida sente falta, eu me identifico com ela (raça). Sou um jogador aguerrido, e quando o time precisar de velocidade, cadência, posso ir bem nisso também – afirmou Hudson, em entrevista exclusiva ao LANCE!.

Hudson volta a receber uma chance hoje depois de ter entrado bem contra o Rio Claro, na última quinta-feira. Ele tem a chance de emplacar uma sequência, em um momento de pressão do eleitorado tricolor. No último jogo, os protestos foram constantes e a fase está longe de ser boa. A resposta vai precisar ser rápida e convincente.

– Você está num time como o São Paulo é normal a pressão da torcida. Anseia por títulos, jogos importantes, e quando isso não acontece, é normal, perdemos dois clássicos. Mas aqui todos somos homens, sabemos da responsabilidade de vencer os jogos. A gente procura ser responsável, e tentar dar o melhor dentro de campo – afirmou.

Além de dar uma resposta para a torcida, Hudson tentará ir bem hoje para cravar seu lugar no time. O técnico Muricy Ramalho disse após o jogo contra o Rio Claro que o volante aproveitou bem a chance que recebeu e será melhor observado. Ele sofreu o pênalti que originou o gol da vitória por 1 a 0, marcado por Rogério Ceni, e quase marcou um golaço em outra jogada.

Na quarta-feira, tem decisão na Libertadores contra o San Lorenzo (ARG) e o volante quer estar presente. Hora de Hudson?

– Muricy sabe que pode contar comigo. Espero ter mais oportunidades – afirmou o camisa 25.

 

Fonte: Lance!net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*