Douglas: “Pelo jogo contra eles, será complicado Palmeiras não cair”

Sem acompanhar o dia a dia do Palmeiras, Douglas baseia sua análise sobre o rival pelo que viu na vitória por 3 a 0 do São Paulo no Morumbi, em 6 de outubro. E é sincero: com aquele desempenho, será difícil escapar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

“Pela partida que tivemos contra eles, será complicado. Vimos o grupo deles em campo bastante apático, deixaram bastante a desejar”, comentou o camisa 23 do Tricolor durante sua participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, nesse domingo.

Antepenúltimo colocado e a nove pontos do Bahia, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, o Verdão, nas contas de sua comissão técnica, precisa vencer seis das oito partidas que restam até o final da competição para não disputar a segunda divisão nacional no ano que vem.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Jogador do São Paulo baseia sua análise sobre o rival na vitória tricolor por 3 a 0 em Choque-Rei no Morumbi

Douglas até considera possível o rival se salvar, mas usa sua experiência de rebaixamento no Goiás, em 2010, para ressaltar os problemas. “Se o grupo estiver aguerrido, tem grande chance de sair dessa crise. Mas é complicado, e sei bem disso pelo que passei no Goiás, vivi essa situação.”

 

Diferentemente do Palmeiras, o São Paulo exibe confiança em campo, como Douglas diz ter sentido na vitória sobre o Vasco, na quarta-feira, em confronto direto por vaga na faixa de classificação para a Libertadores. “Contra o Vasco, estivemos focados, sabíamos o que queríamos. Olhávamos um para o outro e víamos isso. Fizemos o nosso jogo, dispostos a entrar no G-4”, comentou, animado.

“A equipe está bem, vem mostrando o potencial do elenco. Conseguimos o placar que queríamos diante do Vasco e entrarmos no G-4, que era o nosso primeiro objetivo. Agora é trabalhar por uma posição melhor na competição”, comentou o lateral direito que tem atuado no ataque enquanto Lucas está na Seleção Brasileira.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*