Diretor do São Paulo revela desejo de manter Cícero no grupo em 2013

O meia Cícero não deverá continuar no São Paulo em 2013. Insatisfeito com sua situação na equipe, já que passou praticamente todo o segundo semestre no banco de reservas, o jogador não escondeu, internamente, seu desejo de atuar, pelo Tricolor ou por outra equipe. Mas o vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes garante que, até agora, não foi procurado pelo atleta nem pelo seu empresário, Eduardo Uram, para romper o contrato que vale até julho.

O dirigente revelou que gostaria de manter Cícero no grupo para 2013, principalmente porque o São Paulo poderá disputar ainda mais jogos do que os 76 deste ano. O jogador é visto como peça importante no elenco, já que pode atuar como meia, volante, atacante e até lateral-esquerdo. Seu caso é diferente, por exemplo, do volante Paulo Assunção, que pediu rescisão de contrato e não enfrentou resistência da diretoria.

– O Cìcero é um bom jogador, de muita qualidade, uma peça que sem dúvida alguma gostaríamos de manter no elenco. Até agora ele não nos procurou, nem seu empresário, para falar sobre rescisão de contrato. Então esperamos que ele se reapresente normalmente no dia 3 para o início da pré-temporada – disse Lopes.

Entre vários interessados em contar com Cícero, o Santos foi quem mais avançou nas conversas com Uram. A rescisão de contrato com o São Paulo seria o último passo para que o jogador acertasse com o clube da Vila Belmiro. Embora não diga publicamente, o meia está incomodado com sua situação no grupo. Ele perdeu espaço com o esquema tático utilizado por Ney Franco, com dois jogadores abertos pelas pontas. Comissão técnica e diretoria sabem da insatisfação do atleta.

Embora tenha a admiração de pessoas importantes no clube, como o auxiliar Milton Cruz e o goleiro Rogério Ceni, além dos dirigentes que também gostam de seu futebol, Cícero não deverá ter grandes dificuldades se realmente pedir à diretoria para ser negociado. Ele está emprestado ao São Paulo pelo Tombense, clube que seu empresário usa para registrar alguns jogadores na CBF. O contrato com o próximo time deverá ser feito nos mesmos moldes.

– Já temos quatro competições internacionais garantidas: a Libertadores, a Sul-Americana, a Recopa e a Copa Suruga. Temos ainda o Paulista e o Brasileiro, e se tudo der certo, vamos torcer muito, poderemos ir ao Marrocos no fim do ano para o Mundial. Serão muitos jogos num período curto e ele seria um jogador importante. Mas o São Paulo não segura jogadores insatisfeitos e se ele manifestar intenção de sair, vamos conversar.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*