Descrente em novo empréstimo, São Paulo procura substituto para Kaká

O presidente Carlos Miguel Aidar sonhou, mas o São Paulo trata como quase impossível a permanência de Kaká em 2015. A prorrogação do empréstimo do Orlando City é tão improvável que o Tricolor observa o mercado para tentar encontrar um outro atleta renomado para substituí-lo.

– Estamos procurando alguém. Não é fácil buscar um jogador do mesmo nível do Kaká, mas vamos tentar – afirmou o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro.

O retorno de Kaká ao Morumbi aconteceu de maneira inesperada até mesmo para os dirigentes. Contratado por três anos pelo Orlando City, ele aceitou receber salários menores para seguir em atividade. No entanto, terá de se apresentar ao clube americano em janeiro – a MLS começa em março.

A diretoria do Tricolor, aliás, chegou a cogitar que poderia tentar segurá-lo se o time conseguisse a classificação para a Libertadores de 2015. Aidar promete conversar com o clube donos dos direitos, mas não se mostra nada otimista.

Kaká nunca se animou muito com a possibilidade de seguir no Brasil, nem os dirigentes do time americano alimentaram essa chance. O jogador é visto como o novo embaixador para o futebol nos Estados Unidos em substituição a David Beckham e firmou um vínculo milionário.

– Não estamos perdendo o Kaká. Estava programado que ele ficaria até dezembro – ressaltou Guerreiro.

Outro reforço badalado só chegaria ao Morumbi nas mesmas condições de Kaká, praticamente de graça. Os cofres estão vazios. Sem patrocínio e com uma folha salarial de mais de R$ 10 milhões, a direção sofre para manter os vencimentos em dia e dificilmente terá condições de investir pesado em uma contratação.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Descrente em novo empréstimo, São Paulo procura substituto para Kaká

  1. Melhor contratar jogadores “medianos” que tenham condições de vestir a camisa tricolor, e que seja para posições necessárias.”Uma andorinha não faz verão”: tá na hora de pensar nas finanças do clube e abaixar o valor da folha salarial do time. Aproveitem a saída do RC, do Kaká e, quem sabe, dá para vender algum outro (LF de preferência) e deixem as despesas mensais suportáveis. É melhor um time mediano equilibrado em todos os setores do que “triângulos e quadrados fantásticos”, com o resto da equipe caindo pelas tabelas. . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*