De negociável a ‘guri diferenciado’: Toró muda de status no São Paulo

Há uma semana, Toró estava de malas prontas para deixar o São Paulo. Treinando entre os profissionais desde 20 de fevereiro, quando voltou do Sul-Americano Sub-20 que disputou com a Seleção Brasileira, ele não tinha perspectiva de ser utilizado neste ano e seria emprestado à Chapecoense para ganhar rodagem. Hoje, pode ser considerado titular do Tricolor.

Cuca barrou a negociação com a Chape depois que Cuquinha, seu irmão e auxiliar, observou Toró atentamente em um treino no CT da Barra Funda e avaliou que o garoto poderia ser útil. Cuca confia muito na capacidade de análise do irmão, responsável, por exemplo, por indicar a contratação do zagueiro Yerry Mina ao Palmeiras em 2016.

– Você não consegue, com 35 jogadores como eu tenho, observar todos com partidas de domingo e quarta. Eu treino mais o time que vai jogar, e o outro pessoal trabalha quem não está jogando. E numa dessas foi que eles viram: “Olha, esse guri é diferenciado, a velocidade dele, é agudo… Nós não podemos emprestá-lo”. Ficamos com ele, pusemos no jogo com o Botafogo, ele entrou muito bem. Contra o Goiás, saindo como titular, foi melhor ainda – avaliou Cuca.

O técnico está encantado com a joia de Cotia, que lhe entregou exatamente o que ele esperava tanto contra o Botafogo quanto diante do Goiás.

No sábado passado, Cuca percebeu que o São Paulo não conseguia ficar com a bola e nem atacar o Botafogo em velocidade quando a recuperava, algo que passou a acontecer depois da entrada de Toró. O menino deu duas arrancadas que levantaram a torcida no Morumbi. Com ele em campo, o time marcou o segundo gol e garantiu a vitória por 2 a 0.

Contra o Goiás, o técnico apostou em Toró por que não queria usar Pato novamente como centroavante. Escalou o jovem mais à frente, se mexendo constantemente entre os zagueiros e caindo pelos lados, com o camisa 7 flutuando ao redor dele. Na visão de Cuca, um jogador técnico e um de velocidade que se complementam. E deu muito certo: cada um marcou um gol na vitória por 2 a 1. Toró tem boas chances de ser titular novamente contra o Flamengo, às 16h de domingo, no Morumbi.

– É um menino super humilde, veio lá do Primavera-SP. Só tem a crescer e vamos ajudar no que for preciso. O grupo gosta muito dele, e Deus abençoe que ele siga por esse caminho – disse Cuca.

Toró chegou ao São Paulo por empréstimo após ser artilheiro da Copa São Paulo Júnior de 2017 pelo Primavera de Indaiatuba. Em agosto de 2018, já campeão da Copa RS Sub-20 e vice da Copinha com o Tricolor, foi comprado e assinou até 2023. Agora, se junta a Luan, Liziero, Antony, Igor Gomes, Helinho, Brenner, Walce, Rodrigo, Lucas Paes e Denis Júnior entre os garotos da base que integram o elenco principal.

 

Fonte: Lance

3 comentários em “De negociável a ‘guri diferenciado’: Toró muda de status no São Paulo

  1. Cuquinha: vai lá no sub20 observar os zagueiros Morato e Diego. O primeiro é o melhor zagueiro que temos no elenco. Já o Diego parece gostar mais de ser primeiro volante, mas faz muito bem as duas funções (sem contar sua liderança na equipe). Neste momento, com o Arboleda fora, o Morato estaria muito bem no lugar do Anderson Martins, que é muito fraco para jogar o S.Paulo (ao menos 50% das bolas que recebe para sair jogando ele as devolve para o goleiro).
    Vai lá Cuquinha: você vai gostar de trazer os meninos pra Barra Funda!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.