Copa do Brasil é atalho para os sonhos de Kaká e do São Paulo

Kaká chegou ao São Paulo com planos bem definidos. Chuteiras calçadas e calculadora na mão, traçou metas para o Campeonato Brasileiro, mas é na Copa do Brasil que pode concretizar seu sonho para o retorno ao clube.

Às 22h de hoje, o Bragantino será o primeiro obstáculo entre Kaká e o título da Copa do Brasil, peça que falta ao memorial tricolor. Torneio que guarda recordações de sabor amargo para o craque.

O público não deve ser dos maiores. As expectativas mais otimistas projetam 15 mil são-paulinos enfrentando o frio da noite paulistana para torcer por um início animador da empreitada de Kaká rumo à taça.

Em 2001, o meia ignorou a inexperiência e ganhou cancha ao ser testado como titular, sair do banco de reservas para resolver e até mesmo marcar um gol na histórica goleada por 10 a 0 sobre o Botafogo-PB. Mas houve um Grêmio para atrapalhar os planos nas quartas de final.

A taça inédita para criador e criatura ficou ainda mais próxima no ano seguinte. O rival Corinthians, no entanto, tratou de diluir os sonhos tricolores e fazer de Kaká o expoente de uma geração que soube atacar como poucas e defender muito mal.

O ano de 2003 poderia ser a redenção e a afirmação de um promissor camisa 8. Os planos, entretanto, mais uma vez foram frustrados. Melancólicos empates com o Goiás nas quartas de final derrubaram o São Paulo e incentivaram Kaká a reformular os próprios planos. O cenário passaria a ser a cidade de Milão.

Mais de uma década se passou. Kaká poderia esfregar o prêmio de melhor do mundo conquistado em 2007 e os inúmeros títulos que conquistou na Europa na cara dos que chiaram contra sua presença. O craque preferiu manter a compostura e abraçou imediatamente a chance que teve de retornar ao clube para reconstruir os planos.

Kaká pode dar hoje o primeiro passo para entrar definitivamente na galeria de maiores ídolos do São Paulo. O inédito título da Copa do Brasil manterá viva a esperança tricolor de mantê-lo no time em 2015.

A sonhada taça pode concretizar o sonho de ver Kaká disputando a Copa Libertadores da América no Morumbi. O craque promete cumprir sua parte e entregar nas mãos da diretoria as possibilidades de renovação com o Orlando City (EUA).

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*