Confiante em renovação, São Paulo nega acusações do tio de Lucão

Se não encontrou dificuldades para renovar com os jovens Boschilia, Ademilson e Ewandro, o São Paulo está encontrando problemas para estender o vínculo do zagueiro Lucão, que se encerrará em março do próximo ano. Empresário e tio do jogador, Jefferson Silva iniciou conversas com o Tricolor no final do ano passado, após a participação do sobrinho no Mundial sub-17 com a Seleção Brasileira. Segundo o agente, o acordo que parecia próximo de um desfecho rápido, no entanto, ganhou ares de novela no início desta temporada.

Lucão teria sido convocado para amistoso com a Seleção sub-20 enquanto aproveitava férias após a Copa São Paulo, mas preferiu se apresentar à delegação canarinho. Para Jefferson, o Tricolor não entendeu o lado do atleta e passou a dificultar as negociações pela renovação com ameaças de veto às convocações. A diretoria são-paulina nega a versão do empresário e confia na renovação com o jovem defensor de 18 anos.

– É absurdo pensar que provocaríamos uma ingerência na Seleção. Estamos tranquilos. Nos próximos dias vamos resolver a situação – declarou o vice-presidente de futebol tricolor, Ataíde Gil Guerreiro à reportagem do LANCE!Net.

O tio ainda afirma que o clube tem oferecido valores “muito abaixo” do esperado. Após marcar o primeiro gol como profissional na vitória por 3 a 0 sobre o CRB-AL na Copa do Brasil, Lucão foi apontado como o futuro da zaga são-paulina, mas ouviu de Muricy Ramalho que ainda está muito verde e nem sequer foi relacionado para o clássico com o Corinthians no último domingo.

Bate-bola com Jefferson Silva, tio e empresário de Lucão

Por que a renovação parou?
Eles ofereceram valores muito abaixo do que entendo que o Lucão vale e tem nível para evoluir.

Seu pedido foi feito baseado na renovação dos outros garotos?
Sei que os valores deles são maiores por serem jogadores de ataque, mas sei o que o Lucão merece

E o “boicote” às convocações?
Não tenho como provar que ele não foi convocado nas duas últimas vezes por influência do São Paulo. Não tenho provas, mas ficou subentendido pela maneira como agiram ao não querer que ele viajasse durante as férias. Fizeram ameaças, mas é o método e um direito dos dirigentes. 

Qual o desejo do Lucão?
Ele quer ficar, tem o sonho de fazer a história no São Paulo, se tornar um ídolo da torcida. E não são esses boicotes que vão atrapalhar. O currículo dele pela Seleção e a postura como capitão dão confiança para recuperar espaço.

O que já pôde conversar com a nova diretoria?
Com a nova diretoria? Ainda não falei. Já faz muito tempo desde a última reunião. Foi com a antiga.

Fonte: Lance

4 comentários em “Confiante em renovação, São Paulo nega acusações do tio de Lucão

  1. Na boa, se quiser ir a porta da rua é serventia da casa, não vai fazer falta nenhuma.

    Tinha um zagueiro da base Luiz Eduardo que jogava muito falhou em um lance e acabou a carreira do menino, e não fez falta.

    Esse Lucão já está se achando um Oscar, um Roberto Dias esse Lucão tem que dar graças a Deus de estar no São Paulo e ter o Muricy como técnico, por que ele joga um jogo vai bem e fica 10 jogos fora mais fica a fama do ultimo jogo. O Luiz Eduardo não teve essa chance foi titular com o Leão falhou e acabou a carreira.

  2. Acho bom a diretoria se mexer e não perder esse menino. Se o Dória já custa 60 milhões, logo, logo, ele vai valer muito, mas se o técnico der oportunidade prá ele.

  3. Deixem o tio procurar lugar para esse garoto. Não houve boicote nenhum à convocação dele. O que houve é que o Galo não é bobo. Depois de vê-lo jogando a copinha pelo SP e os jogos que jogou no time titular, só podia não convocá-lo.
    Não sei quanto o SP está oferecendo de salários e prêmios, mas, pelo que ele joga, acho que já é muito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*