Como Kelvin saiu da reserva do Palmeiras para a titularidade no São Paulo

Kelvin chegou ao Palmeiras no pacote dos contratados pelo diretor Alexandre Mattos, em janeiro do ano passado. Em 12 meses no clube, o atacante teve apenas quatro chances como titular. No São Paulo, porém, a situação é oposta: desde fevereiro, o jogador já foi escalado dez vezes na equipe principal. Neste domingo, o fato voltará a acontecer contra o ex-time.

Sob o comando do técnico Edgardo Bauza, Kelvin participou de 17 jogos em apenas quatro meses. No Palmeiras, foram apenas 23 chances nos times de Oswaldo de Oliveira e Marcelo Oliveira, com apenas um gol marcado — no rival, o atacante já marcou dois. A passagem, porém, acabou marcada por uma grave lesão no joelho, que o tirou dos gramados por quatro meses.

Nos dois casos, Kelvin foi emprestado pelo Porto por um ano. Ao fim do período, o Palmeiras tentou prolongar o vínculo. Sem sucesso, o clube viu o rival acertar com os portugueses após um pedido de Bauza.

Na ocasião, o treinador argentino pediu à diretoria a contratação de um atacante de lado de campo para atuar na linha de três do esquema 4-2-3-1. A ideia era aproveitar a característica do drible e do arranque com a bola, da diagonal para a área.

Antes de acertar com o São Paulo, no começo de fevereiro, Kelvin chegou a fazer um agradecimento público ao Palmeiras. No texto publicado em uma rede social, o jogador também elogiou o clube.

“Fico triste em estar saindo desse grande clube que me acolheu muito bem, mas fico muito feliz por ter feito parte dessa grande história que o Palmeiras vem construindo. Nunca sairá do meu coração! Obrigado, Palmeiras”, escreveu.

Na primeira entrevista como jogador do São Paulo, na apresentação, Kelvin voltou a mostrar agradecimento ao Palmeiras, mas lamentou ter tido poucas chances no time alviverde enquanto esteve bem fisicamente.

“Foi um ano bom. Aprendi muito e me recuperei de uma lesão grave no início, mas não tive tantas oportunidades como esperava. Quando entrei, me senti bem, acho que ajudei, e até fui campeão (da Copa do Brasil). Agora isso é passado. Embora eu seja agradecido, minha cabeça é no São Paulo”, afirmou Kelvin.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO x PALMEIRAS
Data: 29/05/2016, domingo
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Anderson José de Moraes Coelho (ambos de SP)
SÃO PAULO: Denis, Bruno, Lugano, Maicon e Matheus Reis; Thiago Mendes, Wesley, Kelvin, Ganso e Centurión; Alan Kardec. Técnico: Edgardo Bauza
PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Zé Roberto (Fabrício); Matheus Sales (Thiago Santos), Tchê Tchê, Moisés (Alecsandro), Dudu e Róger Guedes; Gabriel Jesus. Técnico: Cuca
Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.