Com título, Denilson diz: ‘Acabaram as piadas sobre a fila são-paulina’

Torcedor declarado do São Paulo, o volanteDenilson tirou um peso das costas com a conquista da Copa Sul-Americana, após vitória sobre Tigre, por 2 a 0, na quarta-feira passada. O Tricolor não conquistava um título desde dezembro de 2008, quando foi campeão brasileiro pela sexta vez. Com o belo segundo semestre da equipe, o meio-campista acredita que o time voltou a ser respeitado pelos rivais e que vai brigar de igual para igual com os adversários em 2013.

– Há muito tempo não ganhávamos nada. Para piorar, os adversários já tinham vencido algo neste ano. O Santos ganhou o Paulista, o Palmeiras comemorou a Copa do Brasil e o Corinthians venceu dois campeonatos (Libertadores e Mundial de Clubes). Todo mundo estava rindo do São Paulo, mas isso é passado, acabaram as piadas. Mostramos na Sul-Americana que somos capazes e que vamos incomodar no ano que vem – afirmou o jogador.

Criado nas categorias de base, Denilson foi negociado com o Arsenal, da Inglaterra, no início de 2006. Permaneceu na equipe londrina até o meio do ano passado, quando voltou ao time do Morumbi por empréstimo. O início não foi nada fácil. Sem estar adaptado, foi expulso três vezes e não mostrou o futebol que todos esperavam. Mesmo assim, a diretoria trabalhou duro para renovar o compromisso no meio do ano, quando acabava o acordo inicial. O esforço valeu a pena, e Denilson foi um dos pilares do esquema tático de Ney Franco.

– É uma alegria muito grande. No ano passado, ocorreram algumas situações e muitos me crucificaram. Sofri demais com algumas pessoas que pegaram pesado, que falaram que eu deveria retornar ao Arsenal. Isso machucou bastante. Com o título da Sul-Americana, acredito que calei a boca de muita gente. Consegui fechar o ano com chave de ouro. Ser campeão no Morumbi lotado é algo que não tem preço – ressaltou o volante.

Titular absoluto da equipe em 2012, Denilson ganhará um forte concorrente já na pré-temporada que será realizada no CT de Cotia. Fabrício, que teve uma série de lesões e pouco atuou neste ano, estará à disposição da comissão técnica já na reapresentação dos atletas, marcada para 3 de janeiro.

– Será uma grande disputa. O Fabrício é um baita jogador, teve muito azar. Todos sabem o profissional que ele é e o esforço que fez durante todo o tempo para ficar à disposição na pré-temporada. Será uma grande alegria contar com ele. Quem vai ganhar com isso é o time, que terá três grandes volantes para duas posições. Sou feliz por atuar ao lado desses caras – finalizou Denilson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*