Com ainda mais desfalques, Muricy ri: “Pode ser que jogue eu”

Depois de superar a ausência de nove jogadores e vencer o Atlético-PR por 1 a 0, no Morumbi, o São Paulo deverá ter uma lista ainda maior de desfalques para o jogo de domingo. Ao todo, Muricy Ramalho pode ficar sem dez atletas para enfrentar o Atlético-MG, em Belo Horizonte, logo em seu segundo jogo após o susto de ter sofrido de arritmia cardíaca.

“Como o médico disse que estou bem, pode ser que jogue eu”, brincou o treinador, tirando sarro da própria desgraça. “Não tem ninguém mesmo, uma dificuldade enorme. O que está legal é que eles estão se superando, querendo. Vamos dar um jeito de arrumar um bom time em outro confronto direto e duríssimo. A gente acredita nos jogadores. Não tem entrosamento, porque mexerei muito, mas é assim”.

Apesar de voltar a contar com o zagueiro Edson Silva e o lateral esquerdo Reinaldo, que cumpriram suspensão, outros três se tornaram baixas nesta quarta-feira. O zagueiro Paulo Miranda e o meia Paulo Henrique Ganso receberam o terceiro cartão amarelo, ao passo que o lateral esquerdo Michel Bastos foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva com três partidas de suspensão (uma já cumprida) pela expulsão no duelo com o Flamengo.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Treinador, que acabou de sofrer de arritmia cardíaca, ofereceu-se para entrar em campo em tom de brincadeira

Os três se juntarão ao zagueiro Rodrigo Caio (com o joelho operado, volta apenas em 2015), ao lateral esquerdo Álvaro Pereira (a serviço da seleção uruguaia), aos meio-campistas Souza e Kaká (na Seleção Brasileira) e ao atacante Ademilson (na Seleção olímpica). Os zagueiros Rafael Toloi e Lucão estão lesionados e seguem como dúvidaS.

Diante do Atlético-PR, Muricy não tinha zagueiro, ala esquerdo e volante reservas no banco, situação que se repetirá no fim de semana. “Se acontecesse alguma coisa, eu teria que improvisar o Denilson na zaga e colocar o Hudson (que atuou improvisado como lateral direito) para dentro, como volante. Não é fácil ir para um jogo assim, porque você vai inseguro, pensando que podem acontecer muitas coisas”, lamentou, antes de criticar a Confederação Brasileira de Futebol.

“Não é reclamar dos jogadores que foram convocados. Dou parabéns para o Kaká e o Souza, porque foi merecido, mas para os clubes é ruim. Data Fifa já existe há muito tempo, tem que parar o calendário, não tem que ter jogo”, cobrou o técnico.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Com ainda mais desfalques, Muricy ri: “Pode ser que jogue eu”

  1. Acho que o Murici trabalha melhor na adversidade. Ele monta o time com mais segurança e obtém melhores resultados do que os esperados. Tomara que seja assim também no domingo contra o Atlético…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*