Ceni vê abalo psicológico coletivo do São Paulo após pênalti perdido

Capitão do São Paulo, Rogério Ceni saiu em defesa de Luis Fabiano após vê-lo desperdiçar neste domingo, diante do Flamengo, a segunda cobrança de pênalti em uma semana. Ao mesmo tempo, o goleiro entende que o erro do atacante, ainda na etapa inicial, abalou a equipe na derrota por 1 a 0.

“O lado psicológico trabalha muito quando se tem oportunidade  de sair na frente e não sai. O Flamengo então ganhou um pouco mais de confiança (com a defesa de Felipe no pênalti), e no futebol confiança é fundamental”, avaliou o camisa 1, no Engenhão.

“No segundo tempo, a gente se desorganizou. Antes mesmo do gol (de González, aos 26 minutos), o Flamengo já tinha mais posse de bola. Atravessamos um pouquinho o jogo, não nos posicionamos como deveríamos, e no calor do jogo é difícil corrigir”, acrescentou.

O tropeço derrubou série invicta do São Paulo, que não era derrotado no Campeonato Brasileiro havia sete rodadas. A permanência no G-4, porém, está garantida porque a equipe iniciou a rodada com cinco pontos de frente para o quinto colocado Vasco.

Nesta semana, o time tem dois compromissos. O primeiro é a partida de volta das oitavas de final da Copa Sul-americana, contra a LDU de Loja, no Morumbi. No domingo, o adversário será o Sport, no Recife, pelo Brasileiro. Se houver pênalti, Luis Fabiano já avisou que deixará para Rogério Ceni.

“Sempre estou à disposição para bater pênalti. É que o Luis está em um momento em que está fazendo muitos gols, é nosso camisa 9 e está brigando pela artilharia”, comentou o goleiro, ao defender o companheiro. “Ele executou mal a cobrança. Acontece com quem joga”.

O elenco se reapresenta no CT da Barra Funda na tarde desta segunda-feira, quando Luis Fabiano será reavaliado após sentir fisgada no músculo adutor da coxa esquerda, motivo pelo qual foi substituído no intervalo do jogo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Ceni vê abalo psicológico coletivo do São Paulo após pênalti perdido

  1. Esse descomprometido jogador já afirmou que não liga para a artilharia do campeonato, e pelos últimos acontecimentos não liga também para o clube em que joga, ou melhor, que quase joga, pois jogo sim jogo não, ele arruma uma lesão, depois falam que o repatriamento de Cicinho foi decepcionante. Em minha opinião o jogador em questão está se achando muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*