CBF avisa São Paulo de chance de veto ao Morumbi na Libertadores

O diretor jurídico da CBF, Carlos Eugenio Lopes, comunicou o ex-presidente e conselheiro do São Paulo Carlos Miguel Aidar sobre a possibilidade da Conmebol interditar o Morumbi para os jogos na Libertadores. A medida poderia acontecer antes mesmo do julgamento no Comitê Disciplinar da entidade, por conta do incidente na final da Sul-Americana de 2012, contra o Tigre (ARG). O aviso chegou ao diretor da CBF de modo não-oficial, já foi encaminhado à diretoria do São Paulo, que só vai responder se receber notificação da Conmebol.

O julgamento no Comitê Disciplinar da Conmebol acontecerá até o início de fevereiro, antes do início da fase de grupos da Libertadores. Nas próximas semanas, o São Paulo disputa a primeira fase do torneio contra o Bolívar (BOL). Para o jogo de quarta-feira, o São Paulo crê que não terá problemas em mandar a partida no Morumbi, uma vez que foi notificado ainda em 2012 que o julgamento só aconteceria depois da primeira fase, e que já foram vendidos mais de 25 mil ingressos para o jogo.

O Sâo Paulo só pretende enviar ofício à Conmebol em defesa à possível perda de mando de campo contra o Bolívar caso receba até segunda-feira uma notificação oficial da entidade. Por enquanto, segundo os departamentos jurídico e de futebol do clube paulista, nada foi enviado.

Em contato com a reportagem, o presidente do Tigre, Rodrigo Molinos, disse neste domingo que também não recebeu nenhuma notificação da Conmebol, informando alguma punição provisória ou a data do julgamento, que também decidirá se vai punir os argentinos pelo incidente.

Na quarta-feira, o São Paulo faz o jogo de ida da primeira fase contra o Bolívar, no Morumbi. No dia 30, joga em La Paz a segunda partida da decisão. Se avançar à segunda fase da Libertadores, entrará no grupo 3, ao lado de Atlético-MG, Arsenal de Sarandí (ARG) e The Strongest (BOL).
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*