Cañete cresce com Ney Franco e pressiona Jadson e Ganso

Os quase 30 minutos que jogou na vitória por 2 a 0 sobre o Mirassol, sábado, no Morumbi, colocaram Marcelo Cañete em alta com o técnico Ney Franco. Depois de mais de um ano de poucas atuações pelo São Paulo, o argentino começa 2013 brigando por por uma vaga na equipe. No entanto, jogando agora mais à frente.

Cañete entrou na equipe aos 21 minutos do segundo tempo para substituir Paulo Henrique. Escalado pelo lado direito do setor ofensivo, ele mostrou força para transpor a marcação, como Lucas fazia em 2012. Mais que isso, ainda carimbou uma bola na trave e pediu pênalti ao tentar uma jogada de efeito sobre o zagueiro Welton Felipe.

– Quando peguei o elenco do São Paulo, me diziam que ele era meia. Mas o vejo como atacante. Ele pode fazer essa função. Com a entrada do Cañete, armamos uma equipe com o Jadson como meia mais centralizado. Está se desenhando uma boa opção para esse lado direito do campo – afirmou o técnico Ney Franco.

O treinador, aliás, busca opções dentro do próprio elenco para suprir a venda de seu principal jogador ao Paris Saint-Germain. Além do argentino, ele aponta Douglas e Wallyson, em recuperação de uma cirurgia no tornozelo esquerdo, como opções para a vaga.

A boa atuação logo no primeiro jogo do ano serve como uma resposta do de Cañete. Contratado em julho de 2011, ele não conseguiu engatar uma sequência de jogos em virtude de lesões. Primeiro, teve um problema muscular na coxa direita e depois uma lesão no joelho da mesma perna. Com isso, voltou a estar à disposição apenas no fim do ano passado.

Apesar dos elogios, Ney Franco pede calma com o “hermano”. Ele continuará como reserva imediato do setor, mas começa a ganhar pontos com o comandante e os torcedores.

– Precisamos dar um tempo porque está sem ritmo e um pouco sem força muscular. Entrando, ele vai adquirindo a parte física e vamos conhecendo melhor o jogador – ressaltou o comandante.

O São Paulo volta a jogar na próxima quarta-feira, iniciando seu grande objetivo da temporada. O Tricolor recebe o Bolívar, às 22h, no Morumbi, pela fase prévia da Taça Libertadores. O segundo confronto está marcado para o dia 30 de janeiro, em La Paz.

 

Fonte: Globo Esporte

 

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*