Capitão no Chile, Álvaro Pereira chega antes e corre para ver família

Escolhido como capitão do São Paulo na vitória por 3 a 2, sobre o Huachipato, na noite desta quarta-feira, Álvaro Pereira foi o primeiro jogador da delegação tricolor a desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos. O lateral uruguaio veio em um vôo  anterior ao que traz o restante de seus companheiros e não quis falar com a imprensa, alegando cansaço.

Depois de atender alguns fãs, distribuir autógrafos e tirar fotos, o jogador foi questionado sobre a vitória são-paulina e a classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana. Álvaro, porém, se esquivou das perguntas, disse que estava cansado da viagem e queria matar saudade de sua família, já que há 15 dias estava longe de casa.

O jogador estava servindo à seleção uruguaia, que encarou Arábia Saudita na última sexta-feira, empatando em 1 a 1, e Omã, na segunda, vencendo por 1 a 0. Sem descanso, Álvaro viajou diretamente para Concepción, local em que a delegação do São Paulo estava concentrada e se juntou aos companheiros para o duelo diante do Huachipato, em Talcahuano.

A dedicação mostrada pelo jogador teve recompensa. Na vitória desta quarta, por 3 a 2 sobre os chilenos, o uruguaio foi escolhido como capitão da equipe, desbancado Rogério Ceni, que faz sua última temporada com a camisa do São Paulo. A medida foi tomada apenas para este confronto, já que Álvaro Pereira teria um domínio maior do idioma para falar com a arbitragem.

Apesar das reclamações de cansaço após a volta ao Brasil, o lateral não terá muito tempo de descanso. O time comandado por Muricy Ramalho volta a treinar na tarde desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, e, logo depois da atividade, já se concentra para o duelo contra o Bahia, neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no estádio do Morumbi.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Capitão no Chile, Álvaro Pereira chega antes e corre para ver família

  1. Esse uruguaio e’ mesmo um jogador decente,
    outros
    deveriam aprender com ele,
    mesmo quando leva carto’es tem nosso respeito
    e ainda na’o corre para na’o chegar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*