Calendário apertado atrapalha jogo de despedida de Lucas

O estafe do meia Lucas e a diretoria do São Paulo estão tentando organizar um evento de despedida do jogador com a camisa do clube, antes de concretizar a transferência para o Paris Saint-Germain (FRA), no início de janeiro. A iniciativa, porém, esbarra no calendário e pode não acontecer. Lucas participará do jogo de despedida do ex-goleiro Marcos, no Pacaembu, e da partida entre amigos de Ronaldo Nazário e Zinedine Zidane, na Arena Grêmio.

A ideia interessa aos patrocinadores de Lucas. A Procter&Gamble, que está fechando acordo com o atleta – e que será o principal parceiro do jogo entre Ronaldo e Zidane – cogita fazer evento com a participação do tenista suíço Roger Federer, que estará no Brasil entre os dias 6 e 8 de dezembro para o Gillette Federer Tour, e o camisa 7.

Tal evento, no entanto, não poderá ser um jogo no Morumbi. O estádio receberá shows da cantora Madonna nos dias 4 e 5 de dezembro, e o gramado não suportaria partidas nos dias seguintes.

A alternativa encontrada pelo São Paulo, então, é levar o jogo de despedida de Lucas para Mogi Mirim, no fim do ano, em partida beneficente organizada anualmente pelo ex-são-paulino Rivaldo. Estafe e patrocinadores do atleta resistem a tirar o adeus oficial do Morumbi, mas já não veem possibilidades.

Pelo Brasileirão, Lucas só terá mais duas chances para jogar no Morumbi. Em 4 de novembro, o Tricolor enfrenta o Fluminense, e, no dia 18, o Náutico. Na última rodada, o clássico contra o Corinthians deve acontecer na Arena Barueri, pois o Morumbi estará se preparando para receber Madonna. Na Sul-Americana, além do confronto contra a LDU de Loja, Lucas poderá atuar mais três vezes no Cícero Pompeu de Toledo caso o São Paulo chegue à final, e a Seleção Brasileira não interfira, com convocação.

Se o Tricolor chegar à final da Sul-Americana, um jogo de despedida para o meia está praticamente descartado. As finais acontecem nos dias 5 e 12 de dezembro.

Com tantos obstáculos, o estafe de Lucas e a diretoria do São Paulo devem se reunir na próxima semana para definir como será o adeus do camisa 7. Neste momento, o quebra-cabeça se direciona para um adeus sem despedida oficial.

Madonna não atrapalha possível final no Morumbi

As duas apresentações de Madonna no Morumbi, nos dias 4 e 5 de dezembro, renderão R$ 3 milhões aos cofres do São Paulo. Apesar de não poder realizar eventos para Lucas no estádio entre os dias 6 e 8 do mesmo mês, a diretoria do São Paulo afirma que o palco poderá ser utilizado sem maiores problemas para uma possível final da Copa Sul-Americana, no dia 12.

O Tricolor está nas oitavas da competição continental, e enfrenta a LDU de Loja no próximo dia 24. Caso chegue à decisão do torneio, jogará o segundo jogo no Morumbi. Até a data, a diretoria afirma que será possível recuperar o gramado do estádio após as apresentações da cantora. O campo não estará nas condições ideias, mas a cúpula são-paulina não abre mão de levar a possível final para outro estádio.

No fim do ano, a troca de cadeiras do Morumbi, que já começou, também pode atrapalhar eventos no estádio. A diretoria tem como meta trocar todos os assentos da arquibancada até o fim de 2012, e não planejava receber outros eventos após a reta final do Brasileirão e da Sul-Americana.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*