Caixa Econômica no São Paulo? Saiba detalhes da tentativa

Com dificuldades para acertar patrocínio com grandes empresas do setor privado, o São Paulo chegou a recorrer à Caixa Econômica Federal, tentando um acordo parecido com o de Corinthians e Flamengo para estampar o logo do banco em sua camisa. Com a crise econômica do país, no entanto, e a situação da instituição bancária, que não é das mais confortáveis, não teve êxito.

O jeito é seguir o exemplo do Palmeiras, que em vez de ir ao setor público partiu com tudo para o privado e fechou contrato com a Crefisa, que irá pagar mais de R$ 20 milhões como patrocinador máster.

O Palestra acertou ainda com outros patrocinadores menores, caso da Prevent Senior, que desembolsará cerca de R$ 5 milhões anuais.

O São Paulo quer fechar com mais de uma empresa, incluindo contrato para exploração do Morumbi. A dificuldade, no entanto, é que o estádio são-paulino precisa de uma reforma, ao contrário da arena palmeirense, considerada uma das melhores do país. O Allianz Parque deve se transformar, inclusive, numa das principais casas de shows e espetáculos e acabou dando muita visibilidade ao clube, tento que o programa de sócio do clube virou um caso de sucesso.

Já o Tricolor, desde que a Semp Toshiba rompeu com o clube, em meados do ano passado, está com dificuldades para conseguir patrocinadores fortes. Talvez porque, no início do ano, estava pedindo demais, tanto que achou pouco o que a Crefisa pagará ao Palmeiras, contestando, inclusive, os valores anunciados pela negociação.

Com patrocínios, o Corinthians, graças à ajuda da Caixa, fatura mais de R$ 30 milhões por ano, o Flamengo, também graças à Caixa, supera a marca dos R$ 40 milhões, que é, aliás, o objetivo da diretoria são-paulina. Chegar aos R$ 40 milhões, inclusive explorando as redes sociais e pulverizando os investimentos de possíveis parceiros.

Já o Palmeiras, que focou na iniciativa privada, deve chegar perto da casa dos R$ 50 milhões anuais, o que é uma cifra impressionante para um clube que no ano passado escapou do rebaixamento na última rodada do Brasileirão. E ainda mais num ano atrapalhadíssimo para a economia do país, que anda um descalabro.

 
Fonte: Lance!net

10 comentários em “Caixa Econômica no São Paulo? Saiba detalhes da tentativa

  1. Quem na’o se adaptar a quebradeira e efeito domino’ da PTrobraiz e
    baixar o facho vai junto.
    O Danubio veio aqui e conseguiu, me parece naquele jogo patrocinio
    pontual de patrocinadores brasileirios ou na’o, na’o investiguei.
    Trabalhem minha gente na’o esperem beneficios desses P s da vida,
    seria humilhante, ou na’o, sendo do mesmo sako, tudo bem.

    Pronta tai’
    O time uruguaio Danúbio terá três patrocínios pontuais de empresas brasileiras para o jogo contra o São Paulo, válido pelo primeiro confronto internacional do clube na fase de grupos da Copa Libertadores da América 2015. A negociação dos aportes foi realizada pela Wolff Sports & Marketing, comandada por Fábio Wolff.

    Pelo jeito na’o precisam de dim dim extra, muito menos de STs extras
    como conduzem esses canais.
    Quando o produto e’ bom, atraente na’o precisam se esforcar muito,
    e’ mesmo dar condicoes coerentes, precos compativeis, o futebol depois do
    SETE virou uma mediocridade, um MICO, para alguem idoneo apostar as fichas
    nele, so’ mesmo firmas relacionadas aos P s que deveriam se manter longe
    do mesmo, nos envergonham ainda mais.

  2. Tenho uma sugestão…

    Porque os leitores que ainda não são Socio-torcedor não se cadastra para ajudar o time do coração????

    Não vai resolver todos os problemas mais vai ajudar muito!!!!!!!

    EU JÁ FIZ MINHA PARTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • porque o programa de sociotorcedor do sao paulo é uma m… para quem nao e de sao paulo,nao oferece beneficios nenhum,sequer um gibizinho do time como brinde.ai fica dificil os caras so querem embolsar…

  3. aonde estao os empresarios que sedizem torcedores do sao paulo,nestas horas vcs poderiam aparecer,ja que com certeza suas empresas tem dinheiro destinado para propagandas por que nao as fazem no nosso tricolor?

  4. Seria uma vergonha ter a Caixa como patrocinadora do SP. Não concordo com outros times, mesmo pequenos, e também não vou concordar só pq seria o meu o favorecido. A verdade é que a situação do país faz com que as grandes empresas não gastem dinheiro com futebol. O caso do palmeiras é muito pontual, uma exceção.

  5. Empresa publica enfiando nosso dinheiro em times de futebol… que bonito…
    40 milhões para o flamengo, mais 30 pras frangas, ah isso com certeza se reverte em benefícios para a população. afinal como o gordo fdp do ronaldo disse nao precisamos de hospitais, precisamos é de estádios.

  6. “quem muito quer…”
    Por que não, patrocínios pontuais?
    Quem não tem interesse: o clube, ou não existe ninguém que aceite associar sua marca ao Soberano?
    Essa coisa de patrocínio está muito mal explicada e, pior conduzida, pra meu gosto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*