Buffarini pede união para afastar Tricolor do perigo e blinda Gomes

Com apenas três pontos acima da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e há quatro jogos sem vencer, o São Paulo passa a conviver cada vez mais sob pressão. Principalmente da torcida, que está impaciente e temerosa em relação ao perigo do rebaixamento. Por isso, o lateral direito Julio Buffarini pede união “de todos” para tirar o Tricolor da má fase.

“Precisamos de todos para sair dessa situação. Primeiro dos jogadores, que entram em campo. Depois, da torcida”, pregou o argentino, durante entrevista coletiva concedida após o treino desta segunda-feira.

O lateral direito, que pode atuar na esquerda diante do Santos, na próxima quinta-feira, ainda citou uma situação pela qual passou em seu ex-clube, o San Lorenzo, para acreditar em uma reabilitação tricolor na Série A.

“Estive numa situação pior do que essa no San Lorenzo e conseguimos sair dela com muito sacrifício. Acredito que aqui também vamos sair pelo comprometimento dos jogadores e pelo apoio da torcida”, confia o atleta.

O lateral Julio Buffarini pediu união entre torcida e equipe para tirar o Tricolor de situação perigosa (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)
O lateral Julio Buffarini pediu união entre torcida e equipe para tirar o Tricolor de situação perigosa (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)

Questionado sobre a forte pressão sobre o técnico Ricardo Gomes, que venceu apenas três das 11 partidas em que esteve à frente do São Paulo, o versátil jogador minimizou e disse compreender as reclamações da torcida.

“É a mesma pressão que nós sentimos. Estamos todos comprometidos com o que está acontecendo. Aqui é um grupo. Temos de estar mais juntos do que nunca. Essa é a realidade. É compreensível a reclamação da torcida, mas eles podem ficar tranquilos que vamos sair dessa situação”, ressaltou, garantindo um bom ambiente com o comandante tricolor.

“A relação é boa, os primeiros meses em que cheguei ao clube me custaram muito a adaptação, mas agora me sinto bem. Sempre a confiança entre técnico e jogador é importante, mas também a confiança do jogador se ganha nos treinos, nos jogos, e agora me sinto bem e estou à disposição. Assim como contra o Sport, posso dar mais”, revelou.

Por fim, o camisa 18 mostrou desconhecimento a respeito do encontro casual entre o diretor-executivo de futebol, Marco Aurélio Cunha, e o técnico Vanderlei Luxemburgo em um restaurante localizado na Zona Sul de São Paulo. Buffarini, no entanto, afirmou ser normal acontecerem especulações em equipes de peso com dificuldade de rendimento.

“Não sabia. Fiquei sabendo agora sobre esse assunto. Mas sempre quando não há resultados em clubes grandes se falam muitas coisas. Temos de ficar fortes como grupo. O que se diz do vestiário para fora é de cada um. Temos de estar juntos, ser responsáveis e sair o mais rápido possível dessa situação, que não é boa para os jogadores também”, concluiu Buffarini.

A nove rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, o São Paulo ocupa a 14ª colocação, com 36 pontos, apenas três a mais que o Internacional, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

O clube do Morumbi não vence há quatro jogos, perdendo para Atlético-PR (1 a 0) e Vitória (2 a 0) e empatando com Flamengo (0 a 0) e Sport (1 a 1). O clássico diante do Santos está marcado para esta quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), no Pacaembu, com mando tricolor. Assim como no primeiro turno, o estádio municipal é palco do San-São em função de um acordo entre as duas diretorias.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Buffarini pede união para afastar Tricolor do perigo e blinda Gomes

  1. Já demitimos técnicos melhores por resultados muito melhores que esses do Ricardo Gomes.

    Se o cara é bom de papo, contrata o cara pra ser psicólogo, pq como técnico simplesmente não dá. É ridículo, estão afundando o SPFC

  2. A última coisa que o SPFC precisa é blindar esse técnico meia boca, se é que é possível alguém tão ruim resistir num cargo através de “blindagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*