Bauza descarta recuperação física de titulares a tempo de jogar o Paulistão

A campanha ruim na Copa Libertadores e a instabilidade no Campeonato Paulista não são os únicos problemas que o técnico Edgardo Bauza precisa resolver. A condição física dos jogadores tem se mostrado um empecilho a mais para o São Paulo conquistar os objetivos traçados para a temporada. Para o compromisso de domingo, contra o Ituano, fora de casa, o treinador argentino já indicou que os reservas deverão ser escalados por conta do desgaste daqueles que atuaram no empate por 1 a 1 com o Trujillanos, na quarta-feira, na Venezuela.

“Esse é um tema que já vinhamos tratando de estudar, tratando de que alguns jogadores se recuperassem. Mas não há possibilidade. Não há nenhuma outra possibilidade. Não teremos tempo para treinar. Chegaremos à meia-noite em são Paulo, para treinar no sábado pela manhã e jogar no domingo. Nós temos jogadores suspensos para essa partida e teremos que ver como chegam os que têm condições. Mas essa seria uma prática muito leviana, porque eles vieram [à Venezuela] para a partida, viajaram, e depois teriam de jogar”, analisou.

Visando ao jogo contra o Ituano, Bauza se precaveu durante a semana e decidiu preservar o zagueiro Maicon do jogo contra o Trujillanos. O cronograma da comissão técnica aponta que Lugano será poupado para o retorno do atleta, que formará a defesa ao lado de Rodrigo Caio. O argentino Jonathan Calleri, que não foi para a Venezuela por ter de cumprir suspensão, é outro titular que tem presença garantida na cidade de Itu.

No entanto, as avaliações dos demais jogadores só poderão ser feitas após a viagem de volta para São Paulo. “Foi cansativo [chegar na Venezuela]. Os jogadores levaram 31 horas para viajar até Valera. Mas não posso usar isso como uma desculpa. A equipe, nos primeiros 20 e 25 minutos [do jogo contra o Trujillanos] se comportou bem. Tratou de pressionar na frente, enfiar bolas ao centro. Creio que aguentamos bem. Também fizemos isso no segundo tempo, com exceção dos últimos 15 minutos”, declarou.

O próximo compromisso tricolor na Libertadores está marcado para o dia 5 de abril, contra o Trujillanos, em jogo que possivelmente ocorrerá no Morumbi. Com apenas dois pontos, a equipe já está a três do River Plate, vice-líder do Grupo A, com cinco pontos. O Strongest, que empatou por 1 a 1 com os argentinos nessa quarta-feira, em La Paz, está na primeira colocação, com sete pontos.

No Paulistão, a equipe está na vice-liderança do Grupo C, atrás da Ferroviária. Os dois times estão empatados com 13 pontos, mas o Tricolor perde nos critérios de desempate. Já o Ituano é o segundo colocado do Grupo B, que tem o Palmeiras na primeira posição. A equipe do interior paulista soma 14 pontos, um a menos do que o Verdão.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

4 comentários em “Bauza descarta recuperação física de titulares a tempo de jogar o Paulistão

  1. Quando tecnico começa achar que no começo da temporada o time esta cansado, fica preocupante, ja pensou em agosto como vão estar?
    Time mal treinado tecnicamente como fisicamente, incompetência dos treinadores tecnico e fisico, dessa maneira vamos ficar fora da Libertadores na 1ª fase e fora das finais do paulista somos o 3º do grupo e não estamos ganhando nem em casa.
    So espero não pagar mico de ser rebaixado no paulista.
    Ou a diretoria acorda e toma uma atitude ou a vaca vai para o brejo mais um ano.
    Na minha opinião para o bem do São Paulo FC, deveria ter renuncia geral no clube, Diretoria, CD, comissão tecnica e 90% dos jogadores, para começar a colocar a casa em ordem.

  2. Esses caras viajam dormindo em poltronas confortáveis e chegam cançados de quê? A seleção de vôlei treinava dentro do avião e ganhavam de todo mundo.
    Isso é desculpa desse bando de mercenários.
    Timinho de merda.
    Acabo de me desfiliar do Sócio Torcedor.

  3. Olha do jeito que esse time vem jogando se pode chamar isso de time de futebol, nao ganha do Ituano, timinho carniça e que ja foi campeao recentemente, mais uma derrota para a sacola, a nao ser que o Bauza faça a coisa certa e diferente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*