Após “temporada”, trio são-paulino enaltece período na Seleção

Foram mais de duas semanas. Período em que Bruno Uvini, Casemiro e Lucas puderam ver de perto como é o dia a dia de um jogador na Seleção Brasileira principal. Após a disputa de quatro amistosos com o Brasil, o trio são-paulino retorna desta “temporada” e enaltece o tempo na Seleção.

Tudo começou no dia 24 de maio, quando eles viajaram para a Alemanha, onde o Brasil enfrentou a Dinamarca. Na sequência, já nos EUA, duelos contra México, EUA e Argentina, no último sábado. O grupo retornou ao país de origem no último domingo pela manhã. Lucas ainda foi utilizado no clássico contra o Santos.

O camisa 7, titular diante dos dinamarqueses, acredita que este período com a Seleção serviu para os jogadores mais jovens se adaptaram ao estilo dos “convocados” e ganhar experiência internacional. Pré-convocado para a Olimpíada de Londres, Lucas faz boa avaliação dos amistosos.

“Foi um período muito importante para nós na Seleção. Apesar das derrotas nos últimos jogos, o time se comportou muito bem. É um elenco qualidade e dá para esperar grandes coisas. Foi muito proveitoso passar este tempo todo com a Seleção”, disse Lucas.

Casemiro e Bruno Uvini também estão na pré-lista. O volante não atuou como titular nenhuma vez, mas foi utilizado pelo técnico Mano Menezes em todas as partidas. Ciente do que pode render, o camisa 28 são-paulino vê como positivo este período com a Seleção Brasileira.

“Realmente é muito diferente, ali é o topo. Não tem como esconder esta felicidade. Todos se tratando muito bem, comissão, delegação… Coisas que a gente encontra aqui no São Paulo também. É nível de excelência”, completou Casemiro.

No último sábado, apesar da derrota para a Argentina por 4 a 3, Bruno Uvini foi titular pela primeira vez na Seleção principal. Capitão e campeão do Mundial e Sul-Americano Sub-20 em 2011, o defensor espera ter agradado Mano Menezes para confirmar sua ida para Londres.

“O ambiente é muito gostoso. É um tratamento especial das pessoas. Você se sente em casa, como se estivesse em seu clube. Passamos muito tempo com o Mano, podemos conversar. Não tinha esta intimidade, mas agora ficamos mais próximos e é importante para conhecer as pessoas melhor”, concluiu Uvini.

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*