Após agradar no San-São, Robson mira novas chances no Tricolor

Apesar da derrota por 1 a 0 para o Santos, o São Paulo pode ter encontrado um motivo para se animar na luta contra o rebaixamento. No clássico da última quinta-feira, no Pacaembu, o atacante Robson recebeu sua primeira chance como titular, sendo a grata surpresa do Tricolor ao buscar o jogo e finalizar com perigo algumas vezes. Agora, o jogador visa receber novas oportunidades do técnico Ricardo Gomes.

“Fico feliz com a oportunidade de mostrar o meu futebol, tentei criar algumas chances e busquei ajudar os meus companheiros. Uma pena que o resultado que a gente esperava não veio, mas vou manter o ritmo para tentar ajudar mais vezes e tirar o clube desta situação. Queremos mudar este clima chato, e por isso precisamos fazer bons jogos”, analisou o jogador, que não escondeu a ansiedade antes de disputar seu primeiro clássico pelo São Paulo.

“Não via a hora de o jogo começar (risos). Mas mantive a tranquilidade e me senti bem. A minha meta era ajudar os meus companheiros, e tentei fazer isso. Fiquei chateado pela derrota, porque criamos boas oportunidades para conquistar um resultado positivo”, lamentou.

Destaque no clássico, Robson pode ganhar novas chances no time titular do São Paulo (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Destaque no clássico, Robson pode ganhar novas chances no time titular do São Paulo (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Na ocasião, Robson ganhou a vaga de Kelvin, que começou o San-São no banco de reservas por opção técnica. No entanto, o camisa 30 acabou entrando na parte final do primeiro tempo ao substituir o lesionado Carlinhos. Titular absoluto no time de Ricardo Gomes, o peruano Cueva só foi acionado na segunda etapa, uma vez que havia defendido sua seleção na terça-feira, pelas Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo 2018.

À espera de novas chances do treinador são-paulino, Robson, que até o clássico tinha entrado no decorrer de três partidas, ganhou confiança para brigar pela titularidade nesta reta final de temporada. Mas o que o atacante quer mesmo é ajudar o clube a se livrar do perigo do rebaixamento. A oito rodadas para o fim do Brasileirão, o Tricolor ocupa o 14º lugar, com 36 pontos, apenas três acima do grupo de descenso.

“Cheguei ao clube com o intuito de poder ajudar, e quero jogar. Acredito que deixei boa impressão no clássico e isso me ajudará bastante. Vamos seguir trabalhando firme para as coisas melhorarem novamente. Tenho certeza de que vamos virar esse jogo, e o São Paulo terá mais tranquilidade”, concluiu.

Com 25 anos, Robson foi destaque do Paraná na Série B deste ano ao marcar oito gols e dar cinco assistências. Revelado nas categorias de base da Ponte Preta, o atacante se prepara junto a seus companheiros para o próximo compromisso do São Paulo, contra o Fluminense, nesta segunda-feira, em Mesquita, no Rio de Janeiro.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Após agradar no San-São, Robson mira novas chances no Tricolor

  1. Não foi um primor, mas no São Paulo de 2016 quem foi ou é? Acredito que se lhe forem dadas as mesmas oportunidades dadas ao Kelvin, ele vai ser muito melhor. O problema é que o esquema de jogo do time privilegia a “proteção à defesa” (medo de perder) e não o apoio ao ataque (falta de confiança em ganhar). Desta forma, os atacantes de área tornam-se figuras inúteis, que ficam correndo atrás dos defensores adversários nas saídas de bola e, praticamente, não têm chances de chutarem a gol…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*