Apesar de vantagem, Kardec e Pato querem São Paulo ofensivo

A vitória por 1 a 0 no jogo de ida dá ao São Paulo a possibilidade de, nesta quarta-feira, poder empatar com o Huachipato para avançar às quartas de final da Copa Sul-americana. Para os seus atacantes, no entanto, a receita da classificação é não contar apenas com a vantagem no Chile.

“Tem que jogar de igual para igual. Se for só para se defender, acaba trazendo o adversário para o seu campo. Nosso objetivo é fazer mais gols para aumentar nossa vantagem. Se ficarmos sentados em cima da vantagem, isso pode acabar nos prejudicando”, entende o centroavante Alan Kardec.

“Vamos trabalhar para isso”, endossou Alexandre Pato. “Sim, nós temos a vantagem, mas sabemos que lá o jogo vai ser muito difícil, ainda mais depois de uma viagem cansativa assim, logo depois de um jogo, na casa deles. Vamos tentar passar por cima disso para passar para a próxima fase”.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Alexandre Pato é um dos responsáveis pelo setor ofensivo da equipe, que decide vaga nesta quarta-feira

Há duas semanas, ambos não atuaram juntos. Pato começou como titular, ao lado de Luis Fabiano, mas foi substituído justamente por Kardec, no intervalo, por conta da expulsão do companheiro de ataque no primeiro tempo. O único gol da partida no Morumbi, porém, foi anotado pelo meio-campista Michel Bastos, que não imagina outro resultado além da classificação.

“É uma decisão. Trata-se de uma competição em que não tem como perder, senão é eliminado. Não podemos perder”, cobrou o polivalente jogador, que atua também como lateral esquerdo (sua posição de origem) quando necessário.

Além do empate, o São Paulo pode se garantir na próxima fase caso seja derrotado por um gol de diferença e também vaze o adversário. Além disso, se perder pelo mesmo placar do primeiro jogo, a vaga será decidida nos pênaltis.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*