Apesar de déficit de R$ 100 mi, contas de 2014 são aprovadas pelo Conselho

Em meio à crise política que ronda o Morumbi atualmente, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, obteve uma importante vitória na reunião do Conselho Deliberativo, na noite desta segunda-feira, 30, com a aprovação das contas do clube referentes a 2014. Apesar do déficit de aproximadamente R$ 100 milhões, cerca de 80% dos cerca de 150 conselheiros presentes ao encontro votaram a favor da aprovação, percentual que é considerado um grande triunfo de Aidar em relação ao grupo de oposição comandado pelo ex-presidente Juvenal Juvêncio.

Dois fatores pesaram para o São Paulo fechar 2014 com déficit: os empréstimos bancários e a grande queda de receita obtida com a venda de atletas em a 2013, ano em que o clube vendeu o atacante Lucas por R$ 108 milhões para o PSG.

 

Fonte: Lance

3 comentários em “Apesar de déficit de R$ 100 mi, contas de 2014 são aprovadas pelo Conselho

  1. Acredito que o SP é o time que mais investe no pais. Porem o time esta desacreditado na base, nao desenvolvendo cracres como antigamente, qual a solução os gestores estão criando para resolver essa situaçao?

  2. Paulo Pontes, o São Paulo vive uma fase vergonhosa desde a ingerência dos governantes como a abstenção dos conselheiros.
    Dos 240 conselheiros que temos, apenas 120 concordaram com as contas da atual gestão … Nem a maioria é.
    Conseguimos ter uma lista dos votantes para não cometer injustiças ?
    O que fazem os conselheiros se não os mesmos não tem acessos aos contratos ?
    O nosso mini Brazil precisa ter regras mais claras e bem definidas… senão não sairemos das mesmices.

    • Ricardo e amigos leitores do site, há muito tempo tenho brigado dentro do clube para ter acesso às atas das reuniões do Conselho Deliberativo, como jornalista ou – até – como sócio, pois nesta condição me sinto no direito de saber o que estão fazendo pelo clube. Apesar de inúmeras promessas, até agora não fui atendido. E não é de hoje. É de muitos anos para cá. Mas continuarei lutando por isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*