Alan Kardec não quer sair do Tricolor, mas está insatisfeito com rendimento

Alan Kardec reconhece sua má fase no São Paulo. Em 20 jogos, o centroavante fez um gol e perdeu a vaga de titular para Calleri, artilheiro da equipe com 12 em 23 partidas. Agora, ele terá nova chance de reverter o momento na estreia do Brasileirão contra o Botafogo, neste domingo, às 11h, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Edgardo Bauza Alan Kardec São Paulo (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)Edgardo Bauza e Alan Kardec no treino do Tricolor
(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Kardec foi escalado por Edgardo Bauza para ser titular no time repleto de reservas. A escolha do comandante se baseia em poupar os atletas para a disputa das quartas de final da Taça Libertadores, contra o Atlético-MG, quarta-feira, às 21h45, em Belo Horizonte.

– Individualmente é sempre bom estar jogando. Tenho buscado meu lugar. Hoje tem uma briga direta com Calleri, no bom sentido. Ele está ajudando muito o time. Se continuarmos na Libertadores é natural que haja mais chances. Sempre estive preparado. Não estou satisfeito individualmente, porque posso render muito mais, como já rendi em 2014, quando ficamos em segundo lugar (no Brasileiro). Torço pelo coletivo, mas quero melhorar individualmente – afirmou.

No ano passado, Kardec rompeu o ligamento cruzado do joelho direito e perdeu mais da metade da temporada, quando vivia bom momento no time. Em 2016, o centroavante ficou fora em duas oportunidades nas quais seria aproveitado.

Primeiro diante do César Vallejo, do Peru, na primeira fase da Libertadores, ocasião em que teve uma amigdalite e foi substituído por Calleri. Depois contra o Toluca, do México, quando teve uma virose e cedeu lugar a Centurión, autor de dois gols na vitória por 4 a 0, no Morumbi.

– Não é fácil, mas com grandes profissionais ao lado você fica mais tranquilo. Não foi fácil, principalmente pelas oportunidades que escaparam por motivo de força maior. Infelizmente perdi um jogo por virose. Passei o dia inteiro no hospital tomando soro e não iniciei o jogo como titular. Foi uma oportunidade que passou. Agora tenho chance no domingo de mostrar meu valor e provar a todos que posso ser titular –  disse.

Apesar do momento ruim, Kardec não pensa em ser negociado. O jogador tem contrato até novembro de 2019 e sabe que a iminente saída de Calleri, em junho, poderá abrir espaço.

– Estou preparado. Ele (Calleri) tem contrato até agora. Se formos até a final da Libertadores, será prorrogado, mas depois a permanência dele vira incógnita. Muitos dizem que não fica. Todos me conhecem e sabem do meu potencial. Posso ser titular. Se não for no São Paulo, em outra equipe. Mas eu tenho potencial e isso tem de ser mostrado dentro de campo, porque muitas vezes nós falamos aqui que merecemos a vaga e quando chega no jogo não correspondemos. Prefiro falar um pouco menos, pensar somente no São Paulo e aproveitar as chances – afirmou.

Escalação provável: Renan Ribeiro; Auro, Lugano, Lyanco e Matheus Reis; Banguelê, Lucão, Wilder, Lucas Fernandes e Centurión; Alan Kardec.
Suspensos: ninguém
Pendurados:
ninguém
Desfalques: Carlinhos, João Schmidt, Breno e Daniel
Local: Raulino de Oliveira, RJ
Data e horário: domingo, 11h
Transmissão: Premiere, Premiere HD e PFCI (com Eduardo Moreno e Carlos Eduardo Lino)
Arbitragem: Braulio da Silva Machado apita auxiliado por Neuza Ines Back e Helton Nunes, trio de Santa Catarina

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.