Xodó de Muricy, Maicon ganha apoio também de Ceni contra vaias

“Se não está satisfeito, faz reunião com o presidente”, dizia Maicon, a respeito das vaias dos torcedores do São Paulo direcionadas a ele, na quarta-feira, quando foi interrompido por Rogério Ceni. “Não precisa fazer reunião nenhuma”, interveio o goleiro e capitão da equipe, afastando o colega dos microfones e tomando seu lugar.

Muito estimado pelo técnico Muricy Ramalho, o meia foi curiosamente perseguido por parte da torcida na vitória por 4 a 2 sobre o Capivariano – mesmo depois de uma assistência, um cabeceio na trave e um bom arremate a gol -, em especial no segundo tempo. Toda vez que ele tinha a bola nos pés, alguns são-paulinos localizados nas cadeiras numeradas do Pacaembu chiavam.

O treinador tentou conter a atitude, sem sucesso. Alguns minutos depois, o próprio jogador se virou para o setor e acenou ironicamente, pedindo mais vaias e sendo prontamente atendido. Alguns torcedores que discordavam das vaias passaram então, na contramão, a aplaudir sempre que Maicon pegava na bola.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Parte da torcida do São Paulo vaiou o meia a cada passe no Pacaembu, enquanto outra parcela o aplaudiu

Ao final do jogo, ele disparou contra o que chamou de “palhaçada” e questionou o porquê da antiga perseguição. “Chateia porque estou correndo. Não sou nenhum craque, mas sou bom também. Se não jogar aqui, jogo em outro lugar, porque confio em mim”, falou, entre outras coisas, a caminho do vestiário.

Mesmo já depois de se banhar, Maicon não baixou o tom das respostas e continuou a rebater a torcida. Até ser interrompido por Ceni. “Ele é muito importante para a gente. Vai ficar com a gente. Torcedor é emotivo, mas grande parte da torcida incentivou o Maicon. Para a gente, ele é um cara importantíssimo. Nós não vamos perdê-lo”, defendeu o ídolo dos são-paulinos, cujo discurso foi endossado pelo atacante Luis Fabiano.

“São coisas que não vale a pena nem ficar tocando dentro do vestiário. A gente tem que apagar. Infelizmente, aconteceu. Nos próximos jogos, a gente espera um pouquinho mais de apoio do torcedor”, comentou o goleador. Em redes sociais, Michel Bastos também demonstrou apoio ao companheiro de elenco. “Torcedor de verdade do São Paulo apoia”, escreveu o meia. Já Muricy Ramalho preferiu não se estender sobre o assunto. “Não dá para entender”, limitou-se a dizer.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Xodó de Muricy, Maicon ganha apoio também de Ceni contra vaias

  1. Em qualquer time o Maicon seria titular. O cara toca bem, se posiciona bem, o porem é a marcação. Mais se nem o ozil marca.. Pq ele tem que ser perfeito… O cara é bom jogador, limitado mas bom.

  2. Eu tb questiono algumas escalações do Maicon, mas ele é muito útil e deve ser incentivado, não vaiado. Ele é um guerreiro. Suas limitações não são tão desastrosas assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*