Wellington volta de lesão e Tricolor estipula um mês para ter Cañete

Ao torcer o joelho durante um coletivo disputado em fevereiro, o volante Wellington foidiagnosticado com uma grave lesão no ligamento cruzado anterior da região e teve seu retorno ao São Paulo estipulado apenas para outubro deste ano. Porém, o intenso trabalho feito pelo atleta  nas sessões de fisioterapiasurpreendeu os próprios médicos do clube e contribuiu para o jogador ser relacionado para um confronto do Tricolor com dois meses de antecedência.

O volante estará presente no banco de reservas são-paulino no clássico deste domingo, contra o Corinthians, no Pacaembu. Apesar de ter características estritamente defensivas, Wellington deverá ser opção para o segundo tempo da partida. A intenção do técnico Ney Franco é viabilizar a sua participação no confronto para intensificar a briga pelas posições que serão ocupadas por Denilson e Paulo Assunção no time titular.

Luiz Pires/VIPCOMM

O volante Wellington voltará ao banco de reservas do São Paulo após seis meses de recuperação

“O Wellington está relacionado junto com os outros 21 jogadores e deverá ficar no banco de reservas. Ele é um jogador que a gente já quer utilizar na primeira oportunidade que aparecer para ganhar ritmo de jogo. Ele pode nos ajudar muito ainda neste segundo turno doBrasileiro e será importante para o São Paulo na próxima fase da Copa Sul-americana”, avaliou Ney Franco.

 

Se a plena recuperação do jogador é comemorada pelo comandante tricolor, a situação do argentino Cañete segue sem uma definição. Lesionado desde o dia 30 de outubro, o atleta foi operado em 8 de novembro e ainda não tem uma previsão certa para voltar ao São Paulo. Recentemente, o meia passou a fazer trabalhos leves com a bola e continua sendo acompanhado de perto pelos preparadores do clube.

Contudo, o técnico Ney Franco não se mostrou esperançoso com relação ao armador e estipulou um prazo mínimo de um mês para contar com o jogador. “O Cañete apresentou um problema mais sério do que imaginávamos e não deve voltar antes desse período. A recuperação dele ainda está difícil. Essa questão não tem nada a ver com a parte técnica, pois ele já trabalhou com bola, e sim com o quadro físico que ele apresenta.”

O argentino apareceu em apenas duas partidas do São Paulo desde a sua chegada e seguirá a sua luta contra as lesões crônicas no joelho para entrar em campo ainda neste Brasileiro. O meia custou aos cofres paulistanos um montante de U$$ 3 milhões (cerca de R$ 5 milhões) e ainda acumula mais dois anos de contrato no Morumbi.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Cañete ainda luta para se livrar das lesões e deve ficar pelo menos mais um mês afastado dos treinos
Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*