Volpi diz que vacilo em gol é parte de estilo protagonista do São Paulo

A avaliação é do goleiro Tiago Volpi, que fez sua primeira partida com a camisa tricolor. Em uma das várias vezes que saiu jogando com os pés, o goleiro viu Bruno Peres errar o domínio e ser obrigado a derrubar Willems com um carrinho dentro da área. Na cobrança do pênalti, Rebic não perdoou.

“Acabamos dando uma pequena vacilada ali onde resultou o pênalti, mas é parte de quem está ajustando para jogar de uma forma diferente, para ser protagonista do jogo. Numa visão geral, a equipe se comportou muito bem”, avaliou Tiago Volpi, em entrevista ao Sportv.

O goleiro, que foi substituído por Jean no intervalo, considerou positiva a estreia do São Paulo no ano. Volpi levou em conta o fato de a equipe estar treinando há pouco tempo, ao passo que o Eintracht Frankfurt-ALE atingiu o seu auge físico no meio da temporada europeia.

“Por ser o primeiro jogo da temporada, a nossa equipe mostrou muita posse de bola, muita agressividade. A gente incomodou, circulou bem a bola. Com cinco dias de trabalho, estamos conseguindo ter essa transição entre defesa e ataque muito rápida. É ajustar os pequenos detalhes”, concluiu.

Em mais um teste antes de retornar ao Brasil, o São Paulo encerra sua participação na Copa Flórida 2019 diante do Ajax-HOL, no próximo sábado, às 16 horas (de Brasília), em Orlando.

Fonte: Gazeta Esportiva

3 comentários em “Volpi diz que vacilo em gol é parte de estilo protagonista do São Paulo

  1. Eu nao gosto deste estilo de jogo. Acho arriscado. Se vc faz td certo, consegue chegar com a bola na intermediária de ataque. Se comete um erro, toma gol. O risco nao compensa o retorno.

    Este estilo de jogo funciona bem apenas se o seu time é muito melhor que os adversários (fisica, tática e tecnicamente). Caso contrário, a chance de dar errado é enorme.

    • Entendo como correta essa sua avaliação e compactuo com o ponto de vista de que, o sistema adotado pelo Jardine só tende a dar certo contra times menos qualificado. Eu aprecio um sistema tático que possibilite ao setor defensivo ser mais consistente sem a posse de bola. Propor o jogo não é jogar escancarado, sujeito a contra-ataques e erros mortais nas saídas de bola, como aconteceu ontem, ã não ser que você conte com atacantes diferenciados, como ocorre com o Barcelona e mais recentemente como M.City. De qualquer forma, isso deverá ficar mais claro nos jogos da Libertadores, quando enfrentaremos times que possuem sistema defensivos mais consistentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.