Vestiário tricolor teve surpresa por Danubio e até grito de “gambá”

O São Paulo divulgou na tarde desta quinta-feira os bastidores da vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians. As imagens mostram muita comemoração dos jogadores e membros da comissão técnica no caminho entre o túnel e o vestiário do Morumbi e outros momentos curiosos, como a surpresa de alguns pela derrota do San Lorenzo para o Danubio e um grito de “gambá” sem autor identificado.

Hudson, Denilson, Renan Ribeiro e Paulo Henrique Ganso foram alguns dos atletas que mais festejaram na descida do gramado. Expulso no segundo tempo, Luis Fabiano recebeu um a um os companheiros na entrada do vestiário e foi quem os avisou do resultado da outra partida disputada simultaneamente. “O Danubio ganhou, hein?”, disse, rindo, enquanto abraçava Rodrigo Caio. Se não vencesse seu jogo, o São Paulo dependeria dos uruguaios para ficar à frente dos argentinos e avançar às oitavas de final da Copa Libertadores.

O atacante também fez questão de abraçar Milton Cruz. “Eu falei para você, eu falei para você”, disse o autor do primeiro gol do jogo ao técnico interino. Michel Bastos, que fechou o placar em finalização de fora da área também no primeiro tempo, foi o último a chegar. “Vamos comemorar, gente. Vamos ser felizes. Todo o mundo está de parabéns, o grupo inteiro”, falou o meia. Já o goleiro e capitão Rogério Ceni, de 42 anos, brincou sobre mais uma classificação no torneio: “Estamos vivos. Velhos, porém vivos”.

No minuto 7:15 do vídeo de pouco mais de dez minutos, uma voz surge ao fundo com o grito de “gambá”, apelido dado aos corintianos por torcedores rivais. Não é possível identificar o autor, entre tantos presentes no vestiário. Além de jogadores, comissão técnica e dirigentes, o local costuma receber também convidados depois dos jogos. O tom do grito é idêntico ao início de “Gambá, me diz como se sente”, canto que é versão de uma música argentina adaptada pela torcida são-paulina para provocar o adversário.

Essa foi a primeira vitória do São Paulo em seis clássicos no ano. Antes do jogo decisivo de quarta-feira, o time tinha quatro derrotas (duas para o próprio Corinthians, uma para o Santos e outra para o Palmeiras) e um empate sem gol com o Santos.

“Voltou o respeito. Agora tem que respeitar. Vamos para cima do Cruzeiro”, destacou o volante Souza, referindo-se às oitavas de final. Nesta quinta-feira, a Conmebol confirmou as datas das partidas. O jogo de ida será em 6 de maio, no Morumbi. Uma semana depois, as duas equipes decidirão no Mineirão quem enfrentará o vencedor de Boca Juniors x River Plate.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*