Venda ‘nacional’ de Thiago Mendes impede percentual ao São Paulo

De acordo com a imprensa francesa, Thiago Mendes deve trocar o Lille pelo Lyon em breve, apenas detalhes travam o anúncio do negócio, que será fechado por 25 milhões de euros (R$ 108 milhões). O São Paulo, por sua vez, seria beneficiado com a transação pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, caso jogador tivesse sido transferido para um clube de outro país.

O Tricolor receberia uma fatia do montante (0,5% = R$ 540 mil), uma vez que contribuiu com uma parte da educação e do treinamento de Thiago Mendes, requisito que vale até os 23 anos de idade, no entanto desde que o Lille vendesse o atleta para um clube fora da França. O Goiás, clube formador do atleta deve receber 5% da quantia paga pelo Lyon (R$ 5,4 milhões).

Thiago Mendes chegou ao São Paulo em 2015, pouco antes de completar 23 anos. O meio-campista ficou no clube até metade de 2017, quando foi vendido ao Lille por 9 milhões de euros (R$ 34 milhões em valores da época). Na última temporada, o brasileiro ajudou o time francês a conquistar o vice-campeonato nacional, atrás apenas do poderoso PSG, campeão com 16 pontos de frente.

A segunda posição deu ao Lille uma vaga na Liga dos Campeões da Europa. De acordo com o que foi acertado nos termos da venda do atleta, o São Paulo receberá um bônus no valor de 500 mil euros (R$ 2,2 milhões) pelo feito do clube francês, aliado a um determinado número de jogos realizado por Thiago.

No Lyon, terceiro colocado no Campeonato Francês, Thiago Mendes será treinado por Sylvinho, que foi apresentado como novo técnico do time há três semanas. Além disso, Juninho Pernambucano é o diretor executivo do clube. O elenco também conta com os brasileiros Jean Lucas, também recém-contratado, Marcelo, Rafael e Fernando Marçal, que já estavam no elenco.

 

Fonte: Lance

Um comentário em “Venda ‘nacional’ de Thiago Mendes impede percentual ao São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.