Vasco e São Paulo fazem jogo de atrações e duelos em São Januário

Partida que envolve dois times que lutam diretamente pela classificação para a Taça Libertadores da América de 2013, Vasco e São Paulo apresentarão em São Januário, nesta quarta-feira, a partir das 22h (de Brasília), uma série de razões para atrair as atenções não só de seus torcedores, mas de todos aqueles que gostam de futebol. O jogo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro também põe frente à frente duas equipes que estão há cinco jogos sem perder.

Na briga pelo G-4, a vantagem por enquanto é dos cruz-maltinos, que estão na quarta colocação, com 50 pontos, uma posição e quatro pontos à frente dos são-paulinos. Outro bom motivo para assistir ao jogo é que dois dos maiores passadores para jogadas de gol estarão campo em lados opostos: Juninho Pernambucano, pelo Vasco, e Jadson, pelo São Paulo, com oito assistências cada um. Eles só perdem para Ronaldinho Gaúcho, que passou a ter nove, após a brilhante apresentação na goleda do Atlético-MG sobre o Figueirense, por 6 a 0, no último sábado.

Uma curiosidade na tabela nesta batalha que reserva uma pequena chance de título é que a equipe do Rio de Janeiro acaba de somar seis pontos contra os dois últimos colocados no Brasileirão, Figueirense (3 a 1) e Atlético-GO (1 a 0), que se enfrentam também nesta quarta e são justamente os próximos adversários do Tricolor paulista na competição – o time catarinense no próximo domingo, e o goiano, no dia 18, ambos no Morumbi.

A expectativa na Colina é grande. Embalado após a chegada de Marcelo Oliveira, o time está próximo de seus melhores momentos na competição. E entende que este é o maior teste de fogo dos últimos tempos. Ainda agarrado a um fio de esperança de ser campeão brasileiro, o Vasco sabe que não pode perder pontos e, se mantiver sua caça aos líderes, automaticamente vai aumentar muito a chance da vaga na Libertadores de 2013.

No São Paulo, o discurso é que a partida desta quarta-feira pode definir o que será prioridade daqui para frente. Em caso de empate ou vitória, o time mantém a caça ao Vasco e ao G-4 do Campeonato Brasileiro. Se o time carioca vencer, abrirá sete pontos de vantagem, o que poderá fazer com que o foco passe a ser a Copa Sul-Americana, competição na qual o time paulista decide sua vaga às quartas de final no dia 24, contra a LDU de Loja, no Morumbi. Sem contar com Lucas, na seleção brasileira, Ney Franco aposta suas fichas em Luis Fabiano, que já fez 13 gols no torneio e está atrás apenas de Bruno Mineiro (Portuguesa) e Fred (Fluminense) na briga pela artilharia.

 

A Rede Globo transmite a partida ao vivo para Globo, para SP (menos Bauru, Itapetininga, São José do Rio Preto e Sorocaba), Porto Alegre (RS) e SE. O canal Premiere transmite o jogo para todo o país no sistema pay-per-view.
header as escalações 2

Vasco: as únicas mudanças em relação ao time que superou o Atlético-GO, no último sábado, são as entradas de Rodolfo, que retorna aos campos após três meses, e Marlone nas vagas de Dedé, a serviço da seleção brasileira, e Carlos Alberto, suspenso, respectivamente. Felipe chegou a ser cogitado para voltar a desempenhar o papel de último homem de meio de campo, mas foi descartado pelo técnico Marcelo Oliveira, que vai apostar na revelação da base. O camisa 6 segue no banco de reservas e deve entrar na etapa final.

São Paulo: satisfeito com o desempenho da equipe na vitória sobre o Palmeiras, o técnico Ney Franco vai manter o esquema 4-2-3-1, com Wellington e Denilson na marcação no meio-campo, dois homens abertos pelas pontas e Luis Fabiano como referência no ataque. A novidade será Douglas, que ficará com a vaga de Lucas, que está na seleção brasileira. Na defesa, Rhodolfo, que cumpriu suspensão no último jogo, voltará a formar dupla com Rafael Toloi. O time entrará em campo com Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denilson; Douglas, Jadson e Osvaldo, e Luis Fabiano.
quem esta fora (Foto: arte esporte)

Vasco: os zagueiros Dedé, com a seleção brasileira, e Douglas, em fase final de recuperação de um estiramento na coxa; o lateral William Matheus, com a mesma lesão; o meia Carlos Alberto, suspenso, e o atacante Carlos Tenorio, também com um estiramento. Os reservas Luan e Chaparro são os outros vetados.

São Paulo: Cañete aprimora a forma física após se recuperar de grave lesão no joelho direito. Fabrício, que operou o joelho esquerdo, só volta ao time em 2013. Já Paulo Henrique Ganso segue no Reffis em recuperação de um estiramento na coxa esquerda. Para fechar, Casemiro não foi relacionado por opção da comissão técnica.

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

Vasco: Dedé, Fabrício, Juninho Pernambucano e William Barbio.

São Paulo: Ademilson, Douglas, Ganso, Jadson, João Filipe, Maicon, Osvaldo, Paulo Assunção, Rodrigo Caio e Rogério Ceni.

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Elmo Alves Resende Cunha (GO) apita a partida, auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Fabio Pereira (TO). Elmo Alves Resende arbitrou nove jogos no Brasileirão, marcou 335 faltas (média de 37,2 por jogo), mostrou 46 cartões amarelos (média de 5,1 por jogo) e cinco vermelhos (média de 0,56 por jogo), e marcou um pênalti (média de 0,11 por jogo). O campeonato tem média de 4,9 amarelos, 0,29 vermelho, 36,7 faltas e 0,21 pênalti. O árbitro apitou dois jogos dos paulistas na Série A deste ano: São Paulo 1 x 0 Atlético-MG, pela quinta rodada, e São Paulo 1 x 2 Grêmio, pela 16ª rodada.

header fique de olho 2
Vasco:
 estreante no time titular, Marlone será a atração em São Januário. Com liberdade, tem a missão de encostar nos atacantes e municiá-los. O garoto, de 20 anos, tem história de vida sofrida, só soube que tinha um irmão gêmeo na adolescência, mas se firmou no Vasco e foi o destaque dos juniores em algumas competições. É a chance de iniciar com o pé direito uma história de consagração na carreira profissional.

São Paulo: Luis Fabiano. Após se recuperar de uma lesão muscular na coxa direita, o Fabuloso voltou em grande estilo no último sábado ao marcar dois dos três gols da vitória de 3 a 0 sobre o Palmeiras. Contra times cariocas neste Campeonato Brasileiro, o camisa 9 já deixou sua marca contra Flamengo e Botafogo.

header o que eles disseram

Wendel, volante do Vasco: “Diria que é um jogo decisivo, sim, vale seis pontos, porque o São Paulo está tentando entrar no G-4 há algum tempo e vamos tentar evitar. Precisamos nos livrar deles o mais rápido possível para conquistarmos essa classificação. Será difícil, uma batalha, já que eles têm demonstrado um bom futebol, e o Vasco, mesmo com as dificuldades que vêm tendo, de perda de jogadores, queda de rendimento, conseguiu se manter. Vamos procurar vencer a todo o custo”.

Denilson, volante do São Paulo: “O Palmeiras já é passado. Não estou indo a São Januário para empatar. O Vasco tem grandes jogadores como Juninho Pernambucano, Alecsandro, Felipe, entre outros, e será um adversário duríssimo. Se não ganharmos, ficará complicado. Mas, se vencermos, definitivamente vamos embalar”.

header números e curiosidades

* O primeiro confronto entre Vasco e São Paulo pelo Campeonato Brasileiro foi realizado no dia 18/9/1971, quando as duas equipes empataram em 0 a 0, no Maracanã. Computando todas as competições, as duas equipes já se enfrentaram 94 vezes, com 33 vitórias do time carioca, 30 empates e 31 vitórias do paulista. Nos gols marcados, vantagem do São Paulo, com 143 gols, contra 130 do Vasco.

* O São Paulo não derrota o Vasco desde o segundo turno do Brasileirão de 2008, quando venceu por 2 a 1, em São Januário (23/11/2008), gols de Jorge Wagner e Hugo, descontando Madson para o Vasco. Nas últimas cinco partidas entre as duas equipes, houve duas vitórias vascaínas e três empates. Porém, no Rio de Janeiro o Vasco não derrota o São Paulo desde o primeiro turno do Brasileirão de 2005, quando venceu por 3 a 1, em São Januário (22/5/2005), gols de Alex Dias (dois) e Coutinho, marcando Danilo para o Tricolor. Nas últimas cinco partidas entre as duas equipes no Rio, houve duas vitórias são-paulinas (2 a 0, em 2007, e 2 a 1, em 2008) e três empates, por 1 a 1, em 2006 e 2010, e 0 a 0, no ano passado.

* Vasco e São Paulo se enfrentam defendendo invencibilidades de cinco jogos cada. O Vasco não perde desde a 23ª rodada, quando foi goleado em casa pelo Bahia, por 4 a 0,resultado que causou a saída do técnico Cristóvão Borges. O time de São Januário depois somou 11 pontos, com três vitórias e dois empates, já sob o comando de Marcelo Oliveira. Já o São Paulo foi derrotado pela última vez pelo Atlético-MG, na 24ª rodada (0 a 1) e também venceu três jogos e empatou dois em suas últimas cinco partidas, sendo que uma delas foi pela Copa Sul-Americana, o empate em 1 a 1 a LDU de Loja, no Equador.

* Quem tem vantagem? Confira o histórico do confronto na Futpédia.

header último confronto v2

No último dia 18 de julho, os dois times se enfrentaram pelo primeiro turno do Brasileirão deste ano, no Morumbi. Quem levou a melhor foi o Vasco, que venceu por 1 a 0, gol do lateral-direito Fagner, aos 3 minutos do segundo tempo. Fagner foi negociado poucos dias depois e seguiu para a Alemanha, para jogar pelo Wolfsburg.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*