Última derrota em casa por dois gols de diferença eliminou São Paulo

O São Paulo defende uma vantagem satisfatóriana noite desta terça-feira, diante do Bahia, no Morumbi. Por ter vencido o jogo de ida por 2 a 0, passa às oitavas de final da Copa Sul-americana até com derrota por um gol de diferença. A partir de dois, a vaga ou é decidida nos pênaltis ou fica com o adversário.

A equipe sofreu só um revés por dois gols de diferença no ano. Porém, por coincidência, foi em mata-mata e acabou definindo a eliminação na semifinal do Campeonato Paulista: 3 a 1 para o Santos. Neymar fez os três gols do rival, sendo de Willian José o tento de honra são-paulino, no único tropeço de Emerson Leão em casa em 2012.

Fora da competição estadual antes da decisão, o São Paulo também viria a cair mais tarde a um jogo da final da Copa do Brasil ao ser eliminado pelo Coritiba, como visitante. Os traumas servem de alerta para que uma nova queda precoce não se repita na noite desta terça-feira, ainda na primeira fase da Sul-americana.

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Neymar desequilibrou e fez os três gols daquela partida, que culminou com a queda precoce do São Paulo

“Todos estão conversando, o Ney Franco também pediu para entrarmos super ligados. Não é porque fizemos uma boa vantagem que podemos entrar desligados. O jogo está zero a zero para a gente, porque um gol do Bahia pode complicar”, destaca o lateral esquerdo Cortez, presente nas duas desclassificações da temporada.

 

A precaução é válida, mas, no retrospecto histórico contra o Bahia, o São Paulo tem larga vantagem. Em 11 confrontos disputados no Morumbi, foram só duas derrotas. Mais do que isso: apenas uma, no Campeonato Brasileiro de 1988, se deu por 2 a 0, com gols de Bobô e Zé Carlos. Caso esse placar se repita, a decisão vai para os pênaltis.

De qualquer forma, os jogadores do São Paulo evitam comemorar por antecipação, como é o caso de Rhodolfo. “Conseguimos uma boa vantagem fora de casa, mas não podemos achar que já conquistamos a vaga. Será uma partida complicada no Morumbi e precisamos ter atenção”, receita o zagueiro, que não atuou no sábado, diante da Ponte Preta, por estar suspenso.

O duelo com o Bahia será às 21h15 (de Brasília) desta terça-feira, no Morumbi. Além de Rhodolfo, o time contará com o meia-atacante Lucas, que não participou do jogo de ida porque servia a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*