Torcida do São Paulo picha muro do CT e pede a saída de Juvenal

A quinta derrota em 12 jogos no Campeonato Brasileiro provocou protestos da torcida do São Paulo após a partida da última quarta-feira, contra o Atlético-GO, realizada no estádio Serra Dourada. Um dos muros do CT da Barra Funda foi pichado na madrugada e, como tem sido costume, o alvo foi o presidente do clube, Juvenal Juvêncio, que está com a delegação tricolor em Goiânia.

Essa não foi a primeira mensagem contra o dirigente tricolor. Após o tropeço diante do Vasco por 2 a 0, no estádio do Morumbi, ele foi xingado pelos pouco mais de 10 mil torcedores presentes. No dia seguinte, os muros da concentração tricolor também foram pichados.

Com o tropeço por 4 a 3 diante da equipe do Centro Oeste, o São Paulo caiu na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro e voltou a ficar distante da zona de grupos da Taça Libertadores da América. Com 19 pontos, a equipe ocupa a sétima colocação e agora buscará a reabilitação no duelo do próximo domingo, contra o Flamengo, no Cícero Pompeu de Toledo, a partir das 16h,

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “Torcida do São Paulo picha muro do CT e pede a saída de Juvenal

  1. DR. JUVENAL, OBRIGADO PELAS COISAS QUE O SR. FEZ PELO NOSSO TIME, MAS AGORA DEIXE ALGUEM MAIS JOVEN SER O NOVO PRESIDENTE.
    O SR. JÁ FEZ MUITO, AGORA JÁ BASTA.
    CAI FORA E CONTINUE BEBENDO E VENDO OS JOGOS NO CAMAROTE.
    OBRIGADO

  2. Tímida ainda a manifestação! Eu faria o #morumbizero para o Juvenal. Abaixo o ditador. O São Paulo não tem dono. Não deixem vender o Lucas. O dinheiro vai sumir.

      • Paulo,
        Acho que já passou muito o momento de decidirmos pela venda ou não o Lucas. Acredito que o São Paulo esteja na fase em que já somos obrigados a vender o Lucas.
        E a maior parte dos recursos, se vierem, serão usados para cobrir o déficit deste ano no balanço do São Paulo. Este ano, em especial, sem participar de finais, sem patrocínio master e sem muitos shows no Morumbi tem aumentado consideravelmente o déficit do clube, dentro do orçamento projetado. Como os magos e soberbos dirigentes irão se explicar no balanço anual?
        A dívida, em si, não precisa ser integralmente paga, já que até o final do ano passado o perfil de endividamento estava dentro dos padrões aceitáveis. O que não poderia e tenho quase certeza de que está acontecendo, é ela aumentar muito, o que acaba por encarecer a obtenção de novos empréstimos, quando necessário (quanto maior o risco de pagamento para o banco, mais cara fica a dívida para o tomador).
        Usar o que sobrar para novas contratações seria muito bom, mas isso demonstra a falta de planejamento que assolado o São Paulo nos últimos anos, pois as janelas de transferências para contratações de atletas do exterior fechou e no mercado interno com certeza essa contratação sairá mais caro do que o normal, pois o empresário ou o clube do atleta que nos interessa saberá que temos dinheiro em caixa e irá exigir um valor muito maior nessa negociação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*