Titular desde janeiro, Denis só lamenta por deixar time sem título

A operação no ombro direito em janeiro impediu que Rogério Ceni atuasse neste ano e deu a Denis a chance de ser o reserva que mais atuou desde quando o camisa 01 assumiu a titularidade, em 1997. Perto de deixar o time para a volta do ídolo, o atual dono da posição só lamenta não ter sido o único suplente de Ceni a ser campeão no campo.

“O meu objetivo era conquistar títulos pelo São Paulo jogando como titular. A oportunidade seria única na era Rogério Ceni. Infelizmente, não consegui. Fica a frustração, mas continuo trabalhando com a certeza de que o título vem”, afirmou Denis, que deve sair da equipe no dia 22, contra o Figueirense.

Com 62 jogos no clube, 38 deles neste ano, o goleiro chama a atual chance de “única” porque não está certo de que Rogério Ceni, com contrato até o fim deste ano, se aposentará em dezembro.

“O Rogério é bem fechado nessas ocasiões, não conversamos sobre esses assuntos. Isso é uma particularidade dele. Quando ele decidir parar, vou estar pronto para entrar em campo de novo e substituí-lo”, disse o jogador contratado em 2009 para ser preparado para assumir o gol quando Ceni se aposentar.

Como alento, fica a confiança na equipe que ainda disputa o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-americana. Sem nunca ter erguido um troféu como profissional – foi revelado pela Ponte Preta –, Denis promete festejar de qualquer maneira uma possível taça.

“A comemoração será a mesma. Aqui, todos somos um grupo. Se no final a equipe for coroada com o título, vou comemorar bastante por ser o meu primeiro título como profissional e saber que tive uma contribuição no início do campeonato”, apontou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*