Tite e Bauza têm conversa sobre reforços e futebol antes de Majestoso

A relação cordial entre Tite e Bauza marca o primeiro confronto dos dois técnicos desde que o argentino começou a trabalhar no futebol brasileiro. Há cerca de dez dias, antes do encontro entre Corinthians e São Paulo neste domingo, às 17h (horário de Brasília), em Itaquera, os dois bateram muito papo sobre futebol.

Edgardo Bauza, Corinthians x San Lorenzo (Foto: Marcos Ribolli)Tite (fundo) e Bauza já se enfrentaram na arena: Corinthians 0 x 0 San Lorenzo, Libertadores-2015 (Foto: Marcos Ribolli)

Tudo começou com um pedido de ajuda. Tite queria informações mais detalhadas sobre o meia Sebastián Blanco, do San Lorenzo, time treinado por Bauza até o fim do ano passado. Por meio de assessores, conseguiu um telefonema e uma boa conversa.

– Conversei com ele para buscar essas informações, falamos sobre outras coisas relativas a futebol também. Não muito, para não dar armas ao adversário – brincou Tite.

Blanco não acertou com o Corinthians, que preferiu contratar Giovanni Augusto, mas o contato serviu para intensificar uma relação entre os dois técnicos. Tite elogiou bastante o novo comandante do São Paulo, que devolveu a gentileza em recentes entrevistas coletivas.

Apesar de não serem amigos, ambos se consideram parecidos no estilo de jogo e na maneira de lidar com os jogadores. Ambos também são campeões da Taça Libertadores. Tite em 2012, com o Timão; Bauza em 2008, com a LDU, e 2014, com o San Lorenzo.

Nem sempre houve essa paz. Ainda técnico do San Lorenzo, na Libertadores de 2015, o argentino disse após o jogo contra o Timão que tinha fé em uma vitória corintiana sobre o São Paulo para tentar eliminar o rival e possibilitar a classificação de seu time às oitavas de final.

Minutos depois, na mesma sala de imprensa da Arena Corinthians, Tite, aos berros, pediu respeito a ele e à instituição em que trabalha. Entendeu que Bauza havia insinuado que o clube paulista teria facilitado o jogo contra os argentinos, que terminou empatado sem gols.

No mesmo dia, Tite foi informado por jornalistas que o tom de Bauza era outro. A tranquilidade se restabeleceu a ponto de o assunto sequer ter sido abordado na conversa recente. Pensando na Libertadores, mas com o Majestoso pela frente, os dois só querem saber de futebol.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*