Ganso espera estragar estreia de amigo André

Dos jogadores são-paulinos que devem jogar o clássico deste domingo, contra o Corinthians, às 17h, na Arena, nenhum gera mais esperança no torcedor, no técnico Edgardo Bauza e nos amantes do futebol bem jogado do que Ganso. Camisa 10, atleta com maior número de jogos pelo clube (195) e em boa fase, o Maestro tem tapete estendido para conduzir o time rumo à vitória inédita em Itaquera. E ainda pode se gabar de que não fez parte do 6 a 1, já que estava com dores musculares.

Encantado com o potencial de seu armador, Bauza tem dito que poucos jogadores possuem o talento de Ganso e sabe que seu sucesso na estreia em clássicos passa por uma boa apresentação do camisa 10. Ganso também parece estar ciente.

– A equipe está com um entrosamento muito bacana e lógico que a gente se prepara sempre para os grandes jogos. E esse é mais um deles. Procuro ajudar na parte do meio campo e, sempre que posso, auxiliar na defesa. Vamos procurando a melhor forma de jogar – comentou o meia, em entrevista aoLANCE!.

Bauza não divulgou a escalação, mas Ganso deve jogar. A dúvida é para quem ele vai passar a bola. O argentino Calleri, que tem empolgado o torcedor e dividiria as expectativas, pode ser poupado. Mais responsabilidade para o camisa 10, que espera fazer um amigo sofrer.

Ganso cansou de dar assistência para André fazer gol quando atuaram no Santos em 2010. Mas, neste domingo,, se depender do são-paulino, o corintiano terá uma estreia amarga.

– Temos que estragar a festa dele. A gente precisa muito dessa vitória, ainda mais se tratando do clássico. Mas é um amigo que fiz no futebol, espero que ele não jogue tão bem (risos) – afirmou Ganso.

Pelo Santos, Ganso e André foram campeões paulista e da Copa do Brasil em 2010. Alegrias que ficaram no passado. Hoje, o são-paulino promete fazer tudo para sair vencedor.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*