“Tem que ter mais coragem”, diz Hudson sobre derrota

O capitão Hudson não teve papas na língua após a derrota do São Paulo para o Santos por 2 a 0 no Pacaembu. O volante tricolor acredita que faltou coragem a sua equipe para sair de campo com o resultado positivo e lamentou o fato de ele e seus companheiros ter abdicado da posse de bola.

Pegamos um time que tem ideias parecidas. O Sampaoli tem ideias parecidas com as de Jardine, só que a gente não conseguiu colocar as ideias do Jardine em prática. O Santos foi superior, sim. A gente tem que ter mais coragem, talvez, com a bola. Só jogar na transição fica arriscado, a equipe erra muito. O contra-ataque é muito bom, mas só ele talvez não seja adequado, principalmente pelo que o Jardine vem trabalhando, que é ter a posse, criar situações com calma, com viradas de jogo. Nisso a gente pecou um pouco”, afirmou.

Apesar da inferioridade do São Paulo ao longo dos 90 minutos, Hudson garantiu que não faltou comprometimento no clássico deste domingo. Segundo ele, o que fez a diferença no Pacaembu foi a falta de tranquilidade do Tricolor.

“Entrega não faltou, a equipe tem uma identidade bacana. Pecamos quando tivemos a bola. Poderíamos ter tido mais calma, se apresentando mais, com mais personalidade. O São Paulo tem coisas boas, mas tem muito a melhorar ainda”, prosseguiu.

Embora tenha faltado tranquilidade aos são-paulinos, Hudson fez questão de defender o trabalho que vem sendo feito pelo técnico André Jardine e sua comissão, mas atentou para a necessidade de melhora em um curto espaço de tempo, já que a Pré-Libertadores já está batendo à porta.

“A gente sabia que o Santos ia querer propor o jogo. Eles conseguiram, fizeram em uma jogada de bola parada e, no contra-ataque, definiram a partida. Temos que melhorar muito ainda. O trabalho é bem feito, nos dois primeiros jogos demonstramos coisas boas, mas temos que melhorar ainda”, concluiu.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em ““Tem que ter mais coragem”, diz Hudson sobre derrota

  1. Coragem tem que ter o técnico SPFC em não escalá-lo mais. Não acrescenta nada, é ruim na saída de bola e não chuta a gol. Ele e Juculei já eram. Muda-se todos, menos nesses dois lentos e por isso jogamos com 9 contra os grandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.