Técnico do Tigre xinga Ney Franco por críticas após final da Sul-Americana

A confusão envolvendo a delegação do Tigre e seguranças do São Paulo no intervalo da decisão da Sul-Americana, na quarta-feira, ainda dá o que falar. Após as duras críticas que Ney Franco, técnico da equipe paulista, fez aos argentinos e à desistência deles da partida, Néstor Gorosito, comandante do Tigre, mostrou-se irritado e xingou o são-paulino.

“O treinador é um ‘maricón’ (equivalente a ‘uma bicha’, em português). Quando vieram aqui são os reis da cortesia, mas lá diz que só queríamos brigar, que somos covardes. Uma loucura”, declarou Gorosito, irritado, à rádio argentina La Red.

Em entrevista coletiva após o título do São Paulo, Ney Franco tirou sarro dos adversários, dizendo que os argentinos pipocaram no Morumbi, já que sua equipe vencia por 2 a 0 no primeiro tempo.

“É um título muito importante, principalmente pelo jogo. No primeiro tempo os caras vieram com proposta de catimba mais uma vez. Vimos uma equipe argentina literalmente pipocar numa final, isso foi muito legal”, zombou.

Gorosito mostrou-se também inconformado com as declarações de Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, que afirmou que ‘a fuga dos argentinos era a maior vitória para o time brasileiro’.

“Escutar as barbaridades que disse o presidente e o treinador me dá impotência, pois mancha tanta luta e mérito dos jogadores e dirigentes”, reclamou.

Os são-paulinos não perdoaram o fato de o Tigre ter abandonado a partida decisiva da Sul-Americana. Na opinião dos jogadores campeões e da comissão técnica, a briga iniciada pelos argentinos foi premeditada e não manchará o título conquistado pelo clube.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*