SP esfria plano do Cruzeiro e descarta usar Thiago Mendes em troca

O São Paulo esfriou o plano do Cruzeiro de contar com Thiago Mendes na próxima temporada. Como o Tricolor mostrou interesse pela contratação do atacante Willian, foi cogitada uma negociação envolvendo os dois jogadores.

Porém, os paulistas não têm a intenção de utilizar o volante como moeda de troca. Em alta no Morumbi, o camisa 23 é considerado uma principais das peças do time, além de ser uma aposta na hora de reforçar o caixa. Já Willian está sem espaço na Raposa.

“O Cruzeiro pode querer trocar o Morumbi pelo Mineirão. É zero, não teve conversa”, afirmou o diretor executivo do São Paulo, Marco Aurélio Cunha.

Para ressaltar a valorização do jogador, de 24 anos, no último mês, ele foi eleito um dos jovens mais promissores do mundo na posição pela revista britânica “World Soccer”. Thiago renovou contrato com o São Paulo no fim do ano passado até 31 de dezembro de 2019.

Na ocasião, o Tricolor desembolsou R$ 4 milhões para adquirir mais 40% dos direitos do atleta. Desta maneira, o clube é dono de 80% dos direitos, sendo os 20% restantes da Liga Participações. Assim, o Tricolor espera lucrar ainda mais com uma futura negociação.

Na época, o São Paulo também retirou do contrato uma cláusula que obrigava a liberação do jogador caso fosse recebida uma proposta de 6 milhões de euros (R$ 21 milhões).

Mas mesmo sem incluir Thiago Mendes, o São Paulo ainda pode buscar a contratação de Willian, que tem interesse de defender a equipe paulista e já foi sondado pelo Tricolor em outras oportunidades.

“Não tem nada a ver uma coisa com a outra [trocar Thiago Mendes e contratar Willian]. Mas ninguém falou nada”, garantiu Cunha.

Quem é visto como moeda de troca neste fim de ano é Michel Bastos, que nem sequer tem sido relacionado por Ricardo Gomes nas últimas partidas do Campeonato Brasileiro. Apesar de o Cruzeiro ter interesse no meia de 33 anos, os mineiros não querem envolvê-lo em uma transação com Willian e preferem encarar as duas negociações como distintas.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*