SP aceitou software de graça com condição de manter Pinotti na diretoria

O São Paulo condicionou o uso de um software de forma gratuita à manutenção de Vinicius Pinotti, hoje no comando do futebol, na diretoria tricolor. O toma lá dá cá aconteceu em 2016, quando Luís Roberto Demarco, hoje oposicionista, ofereceu ao clube um programa destinado ao chat entre associados do programa de sócio-torcedor e funcionários do Morumbi. Em um email, Demarco condiciona a cessão sem custos do produto à manutenção de Vinicius Pinotti na administração. À época no comando do marketing tricolor, o hoje diretor de futebol era sócio de Demarco em uma empresa sem ligação com o esporte.

O São Paulo aceitou a condição imposta e passou a utilizar o produto. Quase um ano depois, descontente com os rumos da administração, Demarco decidiu cobrar pelo uso da ferramenta e foi à Justiça. Para se defender, o clube se apoia na permanência de Pinotti, dizendo que “as partes negociaram o comodato gratuito do software Orbium, por prazo indeterminado, condicionado à permanência de Vinicius Pinotti na Diretoria do SPFC”. O clube diz, inclusive, que usa as bases negociais contidas no email por entender “todos os elementos do contrato de comodato” constam no correio eletrônico. O São Paulo não reconhece a dívida e isenta Pinotti de qualquer participação no negócio e na cobrança. Já Demarco promete desistir de receber o valor se a gestão Leco responder uma carta enviada por ele em agosto, na qual cobra transparência da diretoria.

Veja o e-mail abaixo

 

 

A matéria está publicada no Uol e é de autoria do ótimo repórter Pedro Lopes. Mas quero lembrar que há alguns meses, quando vi a carta publicada por este Luis Roberto Demarco no blog do Menon, outro grande jornalista, e que gerou grande repercussão, optei por não reproduzi-la aqui. Fiz parte de um grupo Resgate Tricolor e percebi que o Demarco ali participava com o único intuito de agir politicamente e pedir o impeachment de Leco, apoiado e incentivado por Douglas Schwartzmann.

Demarco, ali, criticava diretamente Leco e o atual diretor de Comunicação e Marketing do São Paulo, Marcio Aith e poupava das críticas o diretor de Futebol, Vinicius Pinotti. Aliás, sobravam elogios. Então descobri que ambos eram sócios da empresa Smartnex Automacao, que tem capital social de R$ 65 mil. Ao descobrir, denunciei essa ligação aqui.

Agora, com a publicação desta matéria, com o e-mail, a chantagem está provada. Pior ainda que a diretoria do São Paulo aceitou esse tipo de negócio. Vale salientar que, por informação que recebi, o clube não utiliza mais esse software desde agosto.

 

11 comentários em “SP aceitou software de graça com condição de manter Pinotti na diretoria

  1. Lero Leco vem da escória do Juvenal safado, toda sujeira no clube não eh surpresa desde o TRASTE cachaceiro, mas o que me espanta eh como esses vendidos conselheiros não pensaram e não pensam no clube ao eleger e apoiar esse corja maldita que destruiu o clube gigante como o SPFC.

  2. Bom vou conjecturar e tentar ligar os pontos. A empresa obriga o clube a manter Pinotti no cargo, Pinotti decide quem é vendido e quem é comprado, Pinotti recebe comissão nas negociações de jogadores e Pinotti repassa parte das comissões á empresa de software. A empresa lucra muito mais do que lucraria com o software. Pinotti tem cargo assegurado por muito tempo no clube. Todos ganham e ficam felizes, menos o clube e seus torcedores.

    O problema é que essa prática não é benéfica para o clube, que vai sentir os efeitos no campo.

    Bom, o cenário dessa teoria se encaixa e pra mim ela é a explicação mais simples disso tudo, mas não tenho como provar não é mesmo? Então fica aí só como uma divagação mesmo.

  3. DEMARCO MALDITO. Onde já se viu, querer o impeachment do nosso excelentíssimo presidente Leco. Um disparate. Boa coisa não deve ser.

    Exigir transparência da administração? Como assim? Outro absurdo.

    Só Leco Salva

  4. Tem tipos de economia que pra mim não é inteligente aceitar. Taí uma dessas. O sistema é tão bom que nem está mais em uso e ainda abre espaço pra certo tipo de pessoa agir no clube. Acho que deveria ser regra, o SPFC não fazer nenhum tipo de negócio com empresas de diretores ou pessoas a ele associadas.

  5. Vergonha mais uma vez Leco, o tal de Pinoti antes envolvido com o Cimerman, agora envolvido com este dono do Software de graça, qual o interesse de Demarco em dar isso sem custo, o que seria bom para o Pinoti ter isso de graça e continuar diretor ao mesmo tempo que ele é sócio do tal Demarco em outros negócios.

    Com a palavra o Presidente Leco.

  6. Eu fico me perguntando como uma pessoa milionária fica se associando com esse tipo de pessoa, qual a finalidade disso?
    É muito estranho e antiético uma empresa oferecer um software “gratuitamente”, enquanto fulano ou sicrano permanecer na diretoria, só nos leva a suspeitar de falcatruas.
    Aí tem a estória do Cinerman, a declaração de que não vai afundar sozinho e levar todos juntos, ou seja Sr. Pinotti você poderia copiar a Dona Leila da Crefisa e levantar o São Paulo já que tem tanto amor assim pelo clube e dinheiro não te faz falta, mas precisa melhorar suas amizades porque são muitas suspeitas.

  7. Agora para assegurar acesso a um software o São Paulo precisa segurar esse incompetente do Pinotti na diretoria!!!!

    O São Paulo não precisa de favor de ninguém para ter um software, me poupem com essa conversa furada de condicionar isso ou aquilo!!!!

    Tem que ser mesmo muito bem esclarecido, pois ai tem muito caroço nesse angu!!!!

  8. Não vou acusar ngm, mas é NO MÍNIMO muito estranho e suspeito. Condicionar uma licença de uso gratuita à permanecia de alguém na diretoria? Por que? Isso aí precisa ser muito bem averiguado, parece que tem caroço nesse angu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*