Souza elogia interino, mas promete jogar por Muricy: “Está conosco”

Muricy Ramalho deixou o São Paulo há uma semana. Porém, o ex-técnico não é passado no clube do Morumbi. Pelo contrário. Segundo o volante Souza, os jogadores têm como objetivo a recuperação na temporada, também como uma resposta positiva para o antigo comandante.

– Não queríamos isso. Mas qualquer mudança gera impacto e novas mudanças. Ficamos tristes com a saída dele. Nunca fizemos corpo mole e ele sabe disso. A bola não estava entrando e não estávamos encontrando a forma de jogar. Parece que ele está conosco, a torcida grita o nome dele sempre. Queremos dar essa resposta a ele – falou.

Mesmo com o ex-treinador “presente”, o camisa 5 faz questão de elogiar o trabalho do interino Milton Cruz, que ganhou os dois jogos que disputou no comando do São Paulo.

– É um cara que nunca assumiu a função de técnico, mas já trabalhou com muitos técnicos de qualidade e tem conseguido implantar isso no dia a dia. Tem dado trabalhos legais, estamos respondendo bem. Nós treinamos uma forma de jogar e implantamos isso no jogo. O que mais posso falar é que implantamos o que treinamos um dia antes – disse ele.

Souza também analisou a possível chegada do argentino Alejandro Sabella, principal alvo para ser técnico do time. Ele tem até sexta para responder se aceita comandar o Tricolor

– Se o Sabella vier, é muito experiente. Não vai querer fazer a forma dele de um dia para o outro, vai querer conhecer a todos primeiro. Vai ter a ajuda do elenco, de todos que trabalham aqui. Cada técnico tem uma história, Sabella é muito experiente, vice da Copa do Mundo. Idioma não será problema porque já trabalhou no Brasil, conhece a cultura brasileira – ressaltou.

 

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Souza elogia interino, mas promete jogar por Muricy: “Está conosco”

  1. Quando começam a “jogar” por este ou aquele, é por que a coisa não anda boa.
    Lembram-se quando a selecinha “jogou” pelo Neymar? Com direito a foto, choro e demais? Pois é…
    Profissionais devem jogar por seus clubes que lhes pagam altos salários e pelos seus torcedores que, em última análise, são quem dão sustentação a eles. Também por si mesmos; por suas dignidades e carreira (história).
    Acho que é exigir demais dos jogadores conhecerem isto; principalmente ante a imprensa e suas perguntas inúteis…

  2. De novo, seu indolente? Fale menos e treine mais para nao fazer as m… que vem fazendo todos os jogos.
    Precisamos logo de um técnico novo para fazer este sentar no banco de reservas, jutamente com Toloy e Denilson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*