Sonhando com Libertadores “adulta”, Lucas Fernandes aguarda Bauza

As férias deste ano em São José dos Campos, interior de São Paulo, não têm sido como as outras para Lucas Fernandes. Em um passeio no shopping com os amigos, foi abordado por torcedores são-paulinos para fotos e conversas. A viagem que planejava fazer neste mês também teve de ser cancelada. Tudo por um nobre motivo. Destaque da conquista da Libertadores sub-20 pelo São Paulo, o meio-campista de 18 anos foi inscrito pelo técnico Edgardo Bauza para defender o time profissional na Libertadores “para maiores”. A tranquilidade das férias deu espaço à ansiedade para viver um sonho.

São Paulo Libertadores Sub-20 Lucas Fernandes (Foto: Igor Amorim/saopaulofc.net)Lucas Fernandes foi inscrito para disputar Libertadores pelos profissionais (Foto: Igor Amorim/saopaulofc.net)

O anúncio da inscrição, que chegou por meio de uma assessora do clube, pegou Lucas de surpresa. Apesar de ser um dos principais atletas da base do Tricolor, ele não esperava a oportunidade tão cedo. Mas já que ela chegou, comemora a possibilidade de ser promovido e defender o time na Libertadores.

– A partir do momento em que meu nome apareceu na lista, o que mais aparece são pensamentos na minha cabeça de como vai ser. Fico me imaginando em um Morumbi lotado, com um jogo decisivo. Não é impossível isso acontecer. Então, tenho que estar preparado para quando o professor precisar de mim, eu possa estar pronto para corresponder – afirmou.

Lucas está em período de férias em São José dos Campos, mas foi avisado que pode ser chamado a qualquer momento pelo técnico Edgardo Bauza. O jogador ainda não teve uma conversa com o argentino. Ele acredita que esse bate-papo pode acontecer em breve. Quer, inclusive, aproveitar o encontro para conhecer mais o treinador e saber a melhor forma de corresponder às expectativas depositadas nele.

Ciente da responsabilidade que é estar no time profissional, Lucas Fernandes assegura que estará pronto para entrar em campo caso seja chamado.

– Vou estar pronto para quando a oportunidade aparecer. Vou honrar, lutar dentro do campo. Fazer aquilo que sempre fiz, que é jogar com alegria, com vontade e com dedicação. Vou fazer de tudo para ajudar a equipe de cima a sair com a vitória dentro do jogo e até mesmo ser campeão da Libertadores – destacou.

Lucas Fernandes São Paulo (Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)Lucas Fernandes é uma das promessas do São Paulo (Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)

Lucas aproveita para falar sobre suas características:

– Sou um jogador de muita movimentação. Sou ambidestro, gosto de armar o jogo e tenho um bom chute de fora da área – disse.

PERÍODO DE TURBULÊNCIAS

O momento do São Paulo em que Lucas Fernandes é inscrito na Libertadores não é tranquilo. As derrotas para o Corinthians, no Paulista, e para o The Strongest, na estreia da fase de grupos da Libertadores, foram o estopim para uma crise no clube. Além dos protestos dos torcedores, um assessor da presidência criticou alguns atletas em uma rede social. O elenco fez um pacto de silêncio após o atraso de pagamentos dos direitos de imagens, e dirigentes entraram em discussão.

Lucas Fernandes São Paulo (Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)Lucas Fernandes em entrevista em São José dos Campos (Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)

O jovem torce para que essa turbulência acabe logo, mas não demonstra se intimidar em ser promovido nessa fase delicada.

– A responsabilidade é muito grande de ter que responder para a torcida. Isso vai ter em qualquer time, ainda mais em um grande como o São Paulo. Tenho certeza de que os jogadores, comissão e diretoria do São Paulo estão fazendo de tudo para reverter essa situação. O time é muito bom. No futebol, a gente oscila. Mas tenho certeza que o grupo vai dar a volta por cima e sair vitorioso – afirmou.

IDOLATRIA POR GANSO

Se por um lado a subida ao profissional pode colocar Lucas Fernandes na fogueira, ela também é uma oportunidade para o jovem ficar mais perto de quem admira: o meia Paulo Henrique Ganso. Fã do camisa 10 do Tricolor, o novato vê essa chance como a realização de um desejo.

– Antes, era um sonho jogar ao lado do Ganso. Agora, vejo que está muito próximo. Tomar o lugar dele acho muito difícil. É um jogador extremamente qualificado, muito bom. Eu tenho um carinho por ele muito grande. É meu ídolo. Será muito bom poder vê-lo jogar de perto, treinar com ele. Acho que é mais para pegar experiência para, quem sabe um dia, quando eu jogar, estar bem preparado para corresponder – destacou o atleta.

Paulo Henrique Ganso São Paulo (Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC)Lucas Fernandes tem Paulo Henrique Ganso como espelho (Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC)

Camisa 10 na base e camisa 29 na Libertadores, Lucas também se inspira no ídolo Kaká. Ele recorda de uma das primeiras partidas de Kaká como profissional no São Paulo, em 2001, na final do Torneio Rio-São Paulo contra o Botafogo.

– Ele (Kaká) fez dois gols, né? Foi logo no começo também. E aquele jogo mudou a vida dele. Penso muito nisso. Uma partida pode mudar tudo – comentou.

REVELADO NO BERÇO DE CASEMIRO

Lucas Fernandes da Silva nasceu em 20 de setembro de 1997, em São Bernardo do Campo, em São Paulo. Aos seis anos, mudou-se para São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba, interior de São Paulo. Disputou campeonatos de futsal pela equipe do programa Atleta Cidadão, da prefeitura joseense. No futebol de campo, defendeu a escolinha do Moreira Sports, de São José dos Campos. A escolinha é a mesma que revelou o volante Casemiro, ex-São Paulo e atualmente no Real Madrid, o meia Sérgio Mota, que surgiu como uma promessa do Tricolor em 2007 e hoje defende o Luverdense, e o atacante Ricardo Goulart, ex-Cruzeiro.

Treino Escolinha do Moreira São José dos Campos (Foto: Filipe Rodrigues)Escolinha Moreira Sports, em São José dos Campos
(Foto: Filipe Rodrigues)

A escolinha comandada pelo ex-goleiro Moreira tem parceria com o São Paulo. Frequentemente, atletas do local são encaminhados para realizar testes no Tricolor. Lucas Fernandes não tem contato com Casemiro, mas sonha ser mais um dos atletas de São José dos Campos a ganhar destaque no futebol.

– Quando ele (Casemiro) foi para o profissional do São Paulo, eu estava aqui ainda. Ele veio fazer uma visita no Moreira. Cheguei a cumprimentá-lo e conversamos um pouco. Espero que o meu possa ser mais um nome para lista de revelações de São José – comentou.

Casemiro Real Madrid PSG (Foto: AFP)Casemiro é de São José dos Campos e foi revelado na mesma escolinha que Lucas Fernandes (Foto: AFP)

Em 2011, Lucas Fernandes chegou ao clube do Morumbi. Em 2015, tinha sido recém-promovido do sub-17 e virou titular do São Paulo na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na época, o técnico Muricy Ramalho comandava o Tricolor e costumava elogiar o atleta nos bastidores do clube.

Com a equipe sub-20, Lucas Fernandes conquistou quatro títulos recentemente. Além da Libertadores, no último dia 14 de fevereiro, faturou a Copa Ouro, a Copa do Brasil e a Copa RS.

– Ganhamos quatro campeonatos, de sete que disputamos. É claro que o São Paulo quer formar jogadores, mas é importante também formar com títulos para nós nos acostumarmos, sabermos como é a vitória. Isso foi o que ajudou para eu ter a oportunidade no profissional. Principalmente a Libertadores, porque foi um título inédito para o São Paulo. Isso foi muito importante para que o nosso trabalho fosse reconhecido – ressaltou.

 

Fonte: Globo Esporte

 

3 comentários em “Sonhando com Libertadores “adulta”, Lucas Fernandes aguarda Bauza

  1. Na minha opinião Lucas Fernandes, David Neres e Luiz Araújo tem que serem aproveitados nesse Paulista, afinal para ganhar minguado e perder clássicos os titulares já fazem isso.

  2. Não acho que ele foi a revelação do time da base; acho o David Neres muito mais efetivo que ele. Aliás, acho o David Neres melhor até que o Lucas do PSG, idade por idade (o Neres é mais efetivo; mais goleador). Entretanto, se o Lucas Fernandes se mantiver “acordado” (acho ele meio sonolento tipo o Ganso estava até o ano passado), neste esquema 4 2 3 1 do gosto do Paton, ele, pelo lado esquerdo, vai ser muito melhor do que qualquer dos outros que lá estão (Michel Bastos iria pela direita). Gostaria de vê-lo jogando já no paulistinha, principalmente nos jogos contra os times menores dentro de casa onde, certamente, teria o apoio de toda a torcida e começaria a ficar mais à vontade entre os titulares. Mas acho muita pretensão minha querer isto. O Bauza jamais vai deixar isto acontecer…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*