Solidário, ataque do São Paulo tem melhor início do século no Paulistão

A média de três gols por jogo é a maior que o São Paulo alcançou em cinco rodadas neste século no Campeonato Paulista. Com 15 gols a favor, a equipe de Rogério Ceni mostra uma diferença abismal para a de Edgardo Bauza, que, no ano passado, demorou 13 partidas para atingir esse mesmo número no torneio estadual.

E a expectativa é de aumentar esse número e manter a liderança do Grupo B do Paulistão na noite deste sábado, em Novo Horizonte, contra o Novorizontino, às 19h30 (de Brasília).

Rogério Ceni São Paulo (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)Ceni carrega minitrave em treino no CT: São Paulo tem feito muitos gols em 2017 (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Na primeira entrevista de 2017, Rogério Ceni havia dito que, por não ter um “supergoleador”, gostaria de ver a artilharia dividida entre seus jogadores. Parte do cenário mudou com a contratação de Lucas Pratto, viabilizada pela venda de David Neres. Mas, por enquanto, a meta de ter um ataque solidário continua sendo cumprida.

Pratto, Gilberto e Cueva têm três gols cada no Paulistão; Luiz Araújo e Chavez fizeram dois. Os únicos não atacantes que marcaram foram o volante Thiago Mendes e o zagueiro Rodrigo Caio. A estatística foi alvo de elogio do auxiliar inglês Michael Beale, em entrevista ao GloboEsporte.com.

Enquanto a versão 2016 era marcada por jogos modorrentos e resultados magros – a favor ou contra –, essa de 2017 é o oposto. Tem a segunda pior defesa do Paulistão, mas prefere comemorar o desempenho ofensivo.

– Não queríamos sofrer os gols, mas queríamos fazer, e a proposta é fazer o tanto de gols possíveis para ganhar. Um time vence campeonatos quando tem equilíbrio entre defesa e ataque, mas o Rogério sabe o que está fazendo. Ele é um cara experiente pelo pouco tempo de trabalho e tem um controle muito bom das coisas – afirmou Gilberto, que, graças ao gol feito na Copa do Brasil, contra o Moto Club, é o artilheiro do ano com quatro.

Antes de 2017, nos melhores desempenhos do ataque, o São Paulo havia chegado a 15 gols na sexta rodada. Foi assim em 2005, ano do último título, 2015, quando a equipe tinha Luis Fabiano, Alexandre Pato, Alan Kardec e Ganso, e 2003, com Luis Fabiano e Kaká no auge.

Veja em que rodada o Tricolor atingiu 15 gols nos outros Paulistões do século:

2016: 13ª
2015:
2014:
2013:
2012:
2011:
2010:
2009:
2008: 10ª
2007:
2006:
2005:
2004:
2002:
2001:

Próximo adversário: Novorizontino
Local: estádio Doutor Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP)
Data e horário: sábado, às 19h30 (de Brasília)
Escalação provável: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Buffarini; João Schmidt, Jucilei (Araruna) e Thiago Mendes; Cueva (Chavez), Luiz Araújo e Pratto (Gilberto)
Desfalques: Cícero (suspenso), Sidão (poupado), Wellington Nem (aprimora a forma física), Junior Tavares (pancada na região pubiana) e Wesley (artroscopia no joelho direito)
Arbitragem: Salim Fende Chavez, auxiliado por Alberto Poletto Masseira e Luiz Alberto Andrini Nogueira
Transmissão: SporTV e Premiere (com Jota Júnior, Wagner Vilaron e André Hernan)

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*